Melhor forma de comprar uma moto

O mercado nacional de motocicletas vive um período sem precedentes: vendas em alta, fabricantes criando raízes por aqui, muitos modelos à disposição dos interessados… Mas qual é a melhor moto que temos atualmente no Brasil? Apesar da complexidade da pergunta, uma outra pode ajudar na resposta: por quem e como ela será utilizada?

Comparar moto big trail

Em um passado recente essa segunda pergunta faria pouco sentido, haja vista a pequena quantidade de motocicletas disponíveis (quando fui iniciado no mundo das duas rodas, em meados da década de 1980, o mercado começava a se reerguer mas as opções eram limitadíssimas); hoje em dia, para escolher uma, é possível começar selecionando a categoria e depois, entre os vários modelos dela, optar pela melhor ferramenta para o serviço.

Mas o que significa a melhor ferramenta para o serviço?

Conhecer o perfil do seu cliente deveria ser a tarefa primordial de qualquer vendedor; como isso raramente acontece – comigo nunca aconteceu -, nós mesmos precisamos avaliar nossas características (altura, peso, etc) e qual uso faremos da moto: com isso, poderemos apontar uma categoria e em seguida passar à análise dos modelos que dela fazem parte.

Vale ressaltar que essa análise é racional e leva em consideração vários aspectos mensuráveis na hora de escolher uma motocicleta. Como esse tipo de compra muitas vezes é decidida pela emoção e não pela razão, pode ser que os argumentos aqui contidos não façam sentido para esse ou aquele motociclista. O ideal seria comprar utilizando a emoção e a razão em doses iguais, mas essa é uma tarefa impossível.

A título de ilustração, peguemos o meu caso: eu tenho 1,90 m, 94 kg, por influência da Honda XR250 Tornado não quero ficar limitado ao asfalto, uso a moto na cidade e na estrada, viajo acompanhado, preciso fazer seguro, não costumo pilotar em alta velocidade, não me agrada gastar muito em combustível, preciso me identificar com o visual da moto e não estou disposto a gastar uma pequena fortuna na compra.

Pintou o quadro? Bastou um parágrafo para ajudar a clarear as ideias, mas mesmo assim as opções são variadas. Comecemos do que já está nítido: a categoria apontada pelas informações seguramente é a estrada/fora de estrada (ou on/off-road ou dual purpose ou bigtrail ou etc); como muitas motos se enquadram nela, selecionei 6 (Suzuki DL650 V-Strom, Honda XL 700V Transalp, BMW F 800 GS, KTM 990 Adventure, BMW R 1200 GS Adventure e Yamaha XT1200Z Super Ténéré) que atendem à maioria dos meus pré-requisitos e coloquei lado a lado, ordenadas por motorização e com as características que mais me interessam. Veja só:

DL650

XL 700V

F 800 GS

990 ADV**

R 1200 GS ADV

XT1200Z

Cilindrada (cc)

645

680

798

999

1.170

1.199

Potência (cv)

67

60

85

106

110

110

Torque (kgf/m)

6,5

6,1

8,5

10,2

12,2

11,6

Marchas

6

5

6

6

6

6

Tanque (l)

22

17,5

16

19,5

33

23

Consumo médio (km/l)

18

18

22

19

16

17

Autonomia (km)

396

315

352

370

528

391

Assento (mm)

820

841

850/880

860

890/910

845/870

Peso total (kg)

217

218

207

230

256

261

Rodas (D/T)

19/17

19/17

21/17

21/18

19/17

19/17

Roda raiada

Não

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Pneu sem câmara

Sim

Não

Não

Não

Sim

Sim

ABS

Não

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Transmissão

Corrente

Corrente

Corrente

Corrente

Cardã

Cardã

Curso da suspensão (D/T) (mm)

150/159

177/163

230/215

210/210

210/220

190/190

Distância mínima do solo (mm)

165

182

261

261

185

205

Preço sugerido (R$)*

34.900

28.880

41.200

55.900

81.900

61.966

*Atualizado em junho/2016 pela tabela FIPE
**Não é mais comercializada no Brasil

Por mais que eu tenha tentado racionalizar a escolha dos modelos, fui traído pela emoção, claro: mais do que ótimas motocicletas, essas 6 são as que mais me agradam visualmente e com certeza algumas das que deixei de fora são excelentes; como elas possuem características técnicas semelhantes, defini quais são os pontos que me interessam mais (curso da suspensão, roda raiada, distância mínima do solo, torque) e menos (cilindrada, potência, transmissão) para atribuir pesos diferentes aos itens e assim chegar à uma conclusão: Suzuki DL650 V-Strom, Honda XL 700V Transalp e BMW F 800 GS estão no páreo final.

Agora vem a parte complicada: eleger uma única companheira de estradas. Quem será a escolhida? Façam suas apostas. 

Para saber qual foi a moto escolhida, tecle aqui.

Piréx (Cássio Pires) é autor do excelente blog Piréx - Diário de Bordo, ..."um conjunto de anotações sobre viagens, festas, motos e tudo mais que orbita o universo motociclístico".

Comentários (12)

This comment was minimized by the moderator on the site

Levando em consideração os numeros como consumo , capacidade do tamque, marcha , potencia, torque , consumo médio e autonomia dentre outros apesar de eu ter uma xt 600 a V-stron 650 tá na frente e essa será minha proxima moto.

This comment was minimized by the moderator on the site

Para mim... bmw...por ser a mais off road das 3...apesar de ser a necanica mais cara...:sad:

This comment was minimized by the moderator on the site

Eu fico com a honda pela facil manutenção "tem loja da honda em qualquer lugar do brasil"

This comment was minimized by the moderator on the site

Para mim, a BMW :-)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia