Viagem de moto até o Chile – Deserto do Atacama

Dormimos cedo, e às 6 horas já estavamos na estrada com destino à Capital. Quando passavamos por Avaré, minha BMW acendeu a luz do freio/ABS. Dei uma cutucada no freio dianteiro, normal, mas quando cutuquei o traseiro, alem de não ter freio, a moto sambou que parecia querer me jogar no chão.

Detalhe: com uns bons 60kg de bagagem...

Parada imediata, no KM 301 da Castello Branco... tão perto de casa... após rodar tanto... O rolamento traseiro esquerdo moído... Moto no guincho. Concluí a Expedição de taxi... pelo menos cheguei mais cedo...kkkkk 

Mais uma lição aprendida. Uma sensação de frustração, de raiva, tristeza... Mesmo após ter percorrido e vivido tanto em tão pouco tempo, a sensação de não concluir, de ficar algo para trás... tambem será inesquecível.... (fora a zoação dos amigos... kkkkkk)

Às 13 horas chegaríamos em São Paulo, com uma recepção de verdadeiros Motociclistas. Um comboio de cerca de 20 motos seria formado na Marginal Tietê com destino ao local da festa, com churrasco, Rock`n`roll, cerveja e verdadeiros amigos!

Chegamos por volta das 16 horas, mas mesmo assim ainda teve festa! e nossos amigos estavam la esperando, mais preocupados ainda!

A viagem deste dia passou de 330 para 510 km.

Mas enfim, chegamos, com mais essa historia para contar....

E quem tem amigo não morre devendo, então peguei uma V-Max emprestada de um amigo, pelo menos para fazer que cheguei de moto!!! kkkkkkk

Viagem de moto Atacama

A bandeira que viajou 8000km.... Sato e Gurati, sendo recepcionados, por: Associação Paulista de Motociclismo, Alquimistas MC, Horus MC, Cromados MC, Cachorrão MC, V2 MC, amigos anônimos e muitos outros que não me recordo agora, mas que foram representados no simbolo Máximo da nossa Nação, e serão sempre lembrados no meu coração!

Distância Percorrida - 6700 km

SP 280/BR 374 // BR 369 // BR 277 // RA 12 // RA 16 // RA 34 // RA 9 // RA 52 // RA 34 // RA 68 // RA 40 // R 307 // RA 38 // RA 157 // RA 9 // RA 34 // RA 89 // R 94 // RA 16 // RA 12 // BR 277 // BR 369 // BR 374/SP280

gasolina - 330 litros (fazendo uma media geral de R$ 2.9 o litro de gasolina premium no Brasil, sendo que a mais cara que pagamos na Argentina foi Ar$ 5.5 - um peso = 0.47R$) R$ 957

hospedagens 20 diarias - R$ 870 aproximadamente

refeições (desprezados alguns lanches pela estrada) - R$ 400

pedágios no Paraná - R$ 140 aproximadamente

2 Estados Brasileiros // 7 Provincias Argentinas

Municipios Brasileiros // 14 Cidades Argentinas (sem contar as de passagem)

Esperamos que as informações prestadas aqui sejam de auxilio. Escrevemos principalmente em saber que estaremos ajudando a irmãos de estrada a superar ou evitar algumas dificuldades ou contratempos que nós tivemos.

Muito Obrigado a todos que acompanharam a Expedição Fenix.

Obrigado aos Deuses de todas as crencas, por ter permitido a realização deste sonho, e por criar um planeta tao perfeito, e tao cheio de belezas e perigos escondidos em cada curva da Estrada.

Desculpe nossa tolice quando pensamos poder vencer a Força da Natureza!!! Seremos eternos insatisfeitos; pois mesmo após todas as dificuldades e perigos que passamos, QUEREMOS VOLTAR!

E Voltaremos!

SATO / WALTER / SERGIO / CASTRO / GURATI / LIRA

OBRIGADO!

Comentários (7)

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns a todos pela jornada e coragem. Valeu muito a experiência vivida, por certo. Andei por muito dos caminhos passados e quero voltar de moto um dia. Saudações motociclísticas. Giovani

This comment was minimized by the moderator on the site

olá, novamente, boa tarde, como eu não tinha lido toda a reportagem eu não sabia que a BMW havia estourado o rolamento trazeiro e seu dono não tinha terminado a viagem de volta até são paulo como estava previsto (de moto), se ficou frustrado eu vou ser solidario a você companheiro,pois, em novembro/2010, ao atravessar o Paso de San Francisco entre as cidades de Copiapó no Chile e Fiambalá na Argentina, um dos amigos caiu com sua XT660, a ums 3.600 mts. de altura aí após socorrê-lo e de volta a Copiapó tivemos que mudar o nosso roteiro para a volta, aí também eu digo para você também fiquei frustrado, pois, não terminei o roteiro final, mas, o mais importande de tudo isso, é que meu velho companheiro já está na ativa a um bom tempo juntamente com sua fiel escudeira sua XT660-Preta. Se voces acessarem o blog WWW.vivazapata.sairdobrasil.com vão poder acompanhar nossa aventura em novembro/2010, até mais fuiiiiiiiiiiiii

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns. Realmente voces são herois e muito corajosos. Em janeiro fizemos esta viagem, Eu, Evandro, Ricardo, Bernardo e Carlos, saímos de BHte, passando por san pedro atacama, antofagasta, santiago e retornando por mendoza. Entre passo jama e san pedro no finalzinho do dia pegamos 0º a 4980 m de altitude no verão, imagino o que pegariam em pleno inverno. Parabéns pela tentativa e pela prudência, pederia ter sido pior. abraço

This comment was minimized by the moderator on the site

Tem que voltar, Sato, pra chegar de motoca no destino final!!! kkk Sinto pelo rolamento! Abraço!

This comment was minimized by the moderator on the site

Meus parabéns pela viagem foi um sucesso, espero um dia tambem poder fazer uma viagem neste estilo, abraço!

This comment was minimized by the moderator on the site

Já que o japa não concluiu a viagem, vai ter que voltar e fazer tudo de novo!!!! E por favor, me inclua nessa novamente!!! hahahaha

This comment was minimized by the moderator on the site

japa vc e fod... :-)valeu

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia