Berini, Fábio e eu, pegamos o vôo de Londrina, PR para Marabá, PA, após duas conexões chegamos em Marabá por volta das 12h30, calor insuportável, seco e muito pó.

De táxi, seguimos para o hotel, onde deixamos a pouca bagagem que havia ainda conosco e em seguida seguimos a pé para uma churrascaria próxima.

Da churrascaria seguimos para o escritório da transportadora, onde logo que chegamos começamos a desembalar as motos e as bagagens. Só conseguimos terminar de ajeitar todas as coisas próximo das 5 horas. Fábio não conseguiu dar partida na moto. Procuramos uma oficina e achamos uma que era também uma bicicletaria... Segundo o mecânico o problema não era com a bateria, e sim algo que estava em curto e roubando corrente, Uma carga na bateria, novos fusíveis e o regulador de voltagem. Solucionaram o problema, mas momentaneamente, sem identificar a causa fundamental.

Retornamos ao hotel e no caminho a moto parecia instável devido ao pneus off, garrote e câmara grossa. Jantamos no restaurante Bambu, local que indico por servir um ótimo peixe.

Fomos dormir cedo, pois o dia seguinte seria marcante: primeiro dia de contato com a BR-230, a TRANSAMAZÔNICA e a POACA.

Comentários (1)

  1. Marcos Jose da Silva

Boa noite Fábio, pretendo fazer esta viagem em julho de 2008, tenho uma Honda XRE 300, queria saber se pode me indicar que empresa transporta a moto até Marabá, outra coisa , como faço para que o Pneu não fure( dica), vou sozinho você acha isso perigoso, e se possivel um relato dos problemas mais difícies que encontraram.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.