Entrar

Manaus, AM - dia 1

Viagem de moto pela Transamazônica

No café da manhã conhecemos o Michelle, um italiano que trabalha no Brasil e ainda mora na Itália. Estava viajando pelo Brasil por 75 dias em uma Falcon. Pensem em um camarada gente fina e louco. Elel foi encontrado na BR-319 sozinho e foi ajudado pelos catarinenses Luiz Carlos Honorio e seus amigos que também estavam fazendo a BR-230.

Saímos por volta das 9 horas para o porto para encontrarmos um barco para levar nós e as motos para Santarém, PA. Conversamos com o Agente Gilson que nos levou até outro porto para conhecer o Barco Anne karoline II que sairia na segunda-feira às 12 horas. Depois de muita barganha e discussão, conseguimos fechar uma cabine para 3 por R$ 500,00 e em R$ 150,00 o transporte de cada moto.

Totalizando o gasto de R$ 320,00 para cada um.

Voltamos para o outro porto e acertamos carregar as motos às 17 horas, no porto em que estava atracado o Barco, pois no domingo ele iria atracar em outro porto onde, para carregar a moto, seria necessária a contratação de carregadores, porque lá tem uma escada em curva que impede a descida da moto.

Do porto fomos procurar o beco do relógio, demos uma olhada pelo local e eu comprei um religião, daqueles que dá pra ver a hora só virando o braço, muito barato.

Meus amigos seguiram procurando um restaurante para o almoço e eu fui atrás de uma loja da Tim, para comprar um celular, pois o meu há vários dias havia parado de funcionar.

Almocei em um restaurante self service por quilo e em seguida fui para o hotel, onde permaneci a tarde toda configurando o celular e descansando. Jantei no hotel mesmo e fui dormir cedo.

Almoço R$ 10,00, Jantar R$ 16,00

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização