Para finalizar... cheguei em casa sem ter um pneu furado ou problemas na moto. Fui com R$ 1600,00 convertidos em dólares e pesos e voltei com U$ 220,00 na carteira, mas gastei no cartão de credito uns R$ 500,00, ou seja, o dinheiro que levei foi o suficiente para a viagem.

Levei roupa demais e coisas que não usei como camisas e muitas blusas. Peso extra e sem necessidade.

Conheci nessa viagem com minha Ténéré 250 o Norte da Argentina, Deserto do Atacama no Chile, Salar de Uyuni na Bolívia, atravessei a Cordilheira dos Andes. Tirei 900 fotos e aproveitei bastante. Foi muito desafiador por ter ido sozinho. Sacrifícios foram feitos, mas o resultado valeu a pena. Jamais esquecerei esta viagem. Algo que vou guardar para sempre nas minhas memórias.

Percorridos 740 km

Comentários (14)

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns pela viagem amigo, e pelo relato rico em detalhas. Pretendo fazer uma viagem na mesma rota que a sua sua, e com certeza usarei sua experiência como guia na viagem.

This comment was minimized by the moderator on the site

Fernando, parabéns pela viagem, e muito obrigado por compartilhar os detalhes, estou planejando ir em abril/2017, também estou com uma Tenere 250, o seu relato, e muitos outros que estou lendo, ajudam muito a organizar a viagem. Também pretendo ir sozinho, pois está dificil companhia. Mais uma vez Obrigado.

This comment was minimized by the moderator on the site

Tranquilo guri... não se intimide por ser solitária a viagem. Indo de boa e apreciando a paisagem é o que vale.

This comment was minimized by the moderator on the site

Prezado Fernando Araújo,
Parabéns pela sua aventura fantástica e corajosa. Aproximadamente um ano após a sua viagem, fiz uma viagem e percorri um grande trecho da que você fez. Veja o relato em: http://viagemdemoto.com/patos-selvagens/3374-primeiro-voo-dos-patos-selvagens . Tenho uma Tenere 660Z e ela suportou a viagem muito bem. Antes dela tive uma Lander 250, só que não era a Tenere. Sempre gostei muito dessa moto. Ela é confiável, ágil e com um grande tanque, que proporciona uma ótima autonomia.
Desejo que você realize todos os seus planos de viagens. Que eles possam ser agradáveis, produtivos e sem problemas. Relate e divida essa emoção conosco.

Um grande abraço,
César Frank Caixeta.

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns pela aventura solitária e toda a descrição que certamente servirá para outros que te seguirão. Abraços

This comment was minimized by the moderator on the site

Primeiramente gostaria de parabenizar a grande viagem, que por sinal é um desafio de coragem e superação, também tenho uma tenere 250, tenho sonhado muito em fazer uma viagem dessas mas nunca fiz viagem de longa distância, devido ao meu trabalho, só faço passeios de bate-volta por enquanto mas estou pesquisando a fundo todos os detalhes para a realização do meu sonho. Vou te adicionar no meu Facebook e se possível manteremos contato, um grande abraço e fiquei com Deus

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns cara pela aventura, certamente fazer esse tipo de viagem sozinho é para poucos corajosos como você.Está nos meus planos trocar de moto e é quase certeza de pegar uma Teneré 250 por vários motivos e o principal é que ela não sai da minha mente, acordo, passo o dia e vou dormir pensando nela, a moto não sai da minha mente, pesquiso tudo sobre ela, vejo vídeos de tudo que fala sobre ela. E quando pegar a moto quero fazer viagens inclusive como essa sua, se possível acompanhado pois não tenho experiência em longas viagens nem aqui no Brasil quanto mais fora.
Meu medo maior nem é sobre a moto em sí, ou acidentes ou quebrar a moto, mas é sobre essas fronteiras, como agir com esses caras de outros países que fazem o que querem e a gente não tem como argumentar nada.
Meu medo é de eles simplesmente te prenderem por nada, ou por você não ter dinheiro suficiente para pagar propina para te liberarem simplesmente por sua moto estar com o guidão virado para a direita e não para a esquerda no acostamento, não sei se entendeu o que quis dizer.
Mas blz, peço uma dica em relação a esse tratamento que dão para os turistas que vão visitar o país deles nas aduanas.

This comment was minimized by the moderator on the site

Não podemos abaixar a cabeça para uns poucos malandros que tem lá.
Alias, todo dia passam inúmeros brasileiros e estrangeiros por essas fronteiras, não há motivo para tanto medo ou receio. Tem que se manter focado. Se mostrar confiança no que esta fazendo eles te respeitaram. Estou doente para ir a Ushuaia e Machu-pichu... tendo os documentos e a moto bem alinhada e cuidada não há o que te impeça de ir.
Antes de ir a essa aventura, testei meus limites em uma estrada aqui no Paraná que dizem ser uma das piores que existem. PR 405, e fui com lama até o pescoço. Isso me deu confiança para enfrentar essa viagem. Andando de boa, passeando e concentrado não há o que pare você.
Se você não confia na sua moto, nem deve comprar, a Tenere foi reavaliada pela revista duas rodas nos 60 mil Km, pois o teste era dos 20 Mil Km, mas a yamaha deu a cara a tapa e disse que nos 60 Mil ela estaria perfeita, e foi o que deu, estava com quase nenhum desgaste e em excelente condições.
Se cuidar e saber como manter ela irá durar muito.
Abraços.

This comment was minimized by the moderator on the site

Cara .. Parabéns . Linda viagem . Vc foi muito corajoso indo sozinho .
Da mais dicas de roupas .. To querendo ir em nov de 14

This comment was minimized by the moderator on the site

Ola! A dica q dou a vc é:
Novembro vai estar meio qnte, mas leve roupa de frio.
Eu usei cachecol e meias de neoprene.
Vc vai pegar um período de calor médio.
Na altitude extrema vai ficar em negativo.
Mas não o suficiente p atrapalhar.
Segunda pele, casaco polar, jaqueta de motociclista com proteção.
Pega-louco, calça fleet, calça de motociclista.
Luva de neoprene + luva de couro.
Use cueca de nilon pq caso molhe vc pode secar na toalha.
Balaclava, meias de neoprene + talco p não dar chulé. Rsrsrs
Acho q só. Qlqr coisa pergunte. T+++

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns Fernando!
Sou de Curitiba também e faço algumas viagenzinhas, a maior que fiz até agora foi até Bonito-MS 2.500 km no total.
Qualquer dia marcamos uma cerveja para conversarmos sobre motoviagens
Um abraço!

This comment was minimized by the moderator on the site

Valeu guri! T+++
www.facebook.com/fernando.araujo.hitman

This comment was minimized by the moderator on the site

Andou bastante.

Eu estou para trocar a minha moto e quero justamente uma Teneré. O relato foi um incentivo.

This comment was minimized by the moderator on the site

Li os relatos dos seus 11 dias de viagem e só posso te dizer uma coisa: PARABÉNS!!! Não é fácil encarar uma trip sozinho. Uma trip internacional então... é pra pouquíssimos!!! Espero que você guarde essas lembranças com muito gosto e carinho e que, em um futuro próximo, elas te sirvam de motivação para novos desafios.
Um grande "motoabraço". E que Deus o mantenha saudável e feliz sempre, para que você possa continuar a buscar novas e deslumbrantes viagens, pois, pra nós motociclistas, as estradas e os desafios são como "alimento para a alma!. Precisamos sempre estar nos "alimentando", fortalecendo nosso espírito e "alegrando" nossos sentidos curtindo novas sensações que só uma boa motoviagem pode proporcionar.
Sucesso e tudo de bom!!!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Characters
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.