viagem de moto pelos Estados Unidos

Vou ficar em Honeyville hoje e amanhã e só na segunda-feira retomo a viagem em direção ao Grand Teton (Wyoming). Acontece que os hotéis estão lotados, pelo menos via Booking e Hotwire.com, e somente hotéis com diárias de 350 dólares para cima tem vagas. E no que depender de mim, ficarão assim até o dia do juízo Final.

Mas tudo bem, nada acontece por acaso, nem tenho compromissos que não possam ser desmarcados. Além do mais, tenho que ligar para dois operadores de meus cartões de crédito que voltaram a ser bloqueados. A cada 15 dias tenho que ligar para os infelizes, pois eles acreditam que eu roubei os cartões de um tal de Hélio Rodrigues Silva que, por uma incrível coincidência, sou eu mesmo. O problema é que uso o cartão em várias cidades e eles se espantam com isso. Talvez eles achem que eu devesse voltar à Virginia (onde comecei a viagem) todas as vezes que fosse abastecer, almoçar ou me hospedar em um hotel. Se telefono para reclamar a atendente me pergunta para quais cidades eu vou e respondo o mais educadamente possível: "- Minha filha, acabei com vários relacionamentos para não responder a essa pergunta e você, que ainda nem sentou na garupa da Helô, já está querendo saber? Desta forma não vejo um futuro muito promissor para nós dois".

Geralmente elas desligam e o cartão permanece bloqueado, a menos que atenda uma voz masculina aí minha fala não tem razão de ser (vai que o cara tope sentar na garupa? Sem chance!). Bem, isso é coisa que tenho que resolver mais tarde, pois o 0800 não está atendendo agora.

O dia hoje não foi perdido, fui até uma cidade aqui perto, atraído pelo seu nome, que evoca um anti-depressivo se não me engano: Logan. São 26 milhas de uma estradinha simpática cruzando ranchos e lagoas num grande e plano vale entre duas cadeias de montanhas. O visual e a energia são tão bons que a gente acaba agradecendo ter ficado mais tempo na região.

A cidade de Logan é linda. Pra variar, os prédios antigos preservados, todos com plaquinha de bronze na entrada com seu histórico, onde ficamos sabendo que a iniciativa da preservação partiu da comunidade Mórmon.

Marcha para o Oeste

Na rua, inúmeras esculturas, predominando os touros que, depois vim saber, representam o AGGIE, mascote da USU (Utah State University).

Passei em frente a um deles vestido de Evel Knievel e, não sei se efeito do sol, imaginei que ele queria me atropelar, mas com um reflexo semelhante a um raio, safei-me da tentativa de atropelamento.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia