alt

América do Norte, México

Tapachula – Coatzacoalcos (Parcial = 609 Km / Total = 12.147 Km)

 

Partimos às 07:30h com tempo nublado e um friozinho agradável que dispensava agasalho.

 

alt

 

As Harleys funcionando muito bem, com exceção do som do painel da minha moto que parou de funcionar, creio que devido ao excesso de trepidação.

 

Estradas boas, sem gente e animais na pista, se abriam a nossa frente. As gasolineiras eram raras na estrada e na iminência de uma pane seca, bastaria sair da estrada e rumar para algum povoado, conforme o comandante de uma barreira de Fuzileiros Navais nos recomendou.

 

alt

 

A primeira perna foi de 250 km, chegando a Arriaga. A partir de Ocozocoautla, iniciamos a nossa primeira autopista de cuotas, que é uma autoestrada pedagiada (pedágio = caseta de cobro). Como não fizemos câmbio de moeda suficiente outra vez, a nossa sorte e que naqueles pedágios e postos de gasolina da Pemex, aceitavam cartão de crédito.

 

A gasolina Premiun da Pemex foi a melhor de todas até agora, possibilitando aos motores atenderem às retomadas sem precisar baixar marcha e sem ratear.

 

alt

 

Belas paisagens naturais, estrada com piso excelente, bem balizada e com poucos policiais.

 

alt

 

Um comboio enorme de carros de todos os tipos dos Fuzileiros Navais passou em direção contrária.

 

alt

 

Lembrei que os tramitadores da Guatemala tinham comentado conosco que na fronteira leste do México com o EUA o bicho estava pegando. Mas não levei muito a sério porque tudo que eu tinha lido a respeito, até então, apontava como a melhor passagem a cidade de Matamoros, para onde estamos indo.

 

alt

 

Na segunda perna fomos parar para abastecer 309 km à frente, em La Choapas.

 

alt

 

Com a confusão de fuso horário e a constante preocupação de não chegarmos à noite nas cidades, acabamos parando para pernoitar às 15:00h, em Coatzalcoalcos, 50 km mais a frente. Nos hospedamos em um hotel da rede Best Western (Doble = US$78,00 / Cartão) e conseguimos trocar alguns dólares em uma casa de câmbio (1 Dólar = 10,80 Pesos), porque muitos postos e pedágios não aceitam cartão de crédito.

 

Para informação aos futuros viajeiros, o nosso custo médio diário está em torno de US$100.00 (gasolina; pedágios; hotel com garage e café da manhã; e jantar).



PHD Artur Albuquerque
Fonte: http://phdalaska.hwbrasil.com/site/ e http://www.phd-br.com.br/

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia