alt

América do Norte, USA

Weatherford a Albuquerque (Parcial = 891 Km / Total = 14.909 Km)

Partimos com o sol reinando soberano no céu. Excelentes estradas, seguimos pela I-40, no rumo oeste.

alt

Muitos harleyros na estrada, solitários ou em pequenos e grandes grupos, seguem curtindo o espírito da Route 66, que é lembrada ao longo de toda I-40. Sempre nos cumprimentam.

alt

Grandes camionetes puxando trailers imensos e luxuosos se movimentam em ambos sentidos, pois começou o período de férias escolares.

alt

Os belos caminhões tem presença dominante na estrada. Cada um tem a pintura do “cavalinho” mais caprichada do que a do outro.

 

alt

No trânsito rápido, se há um carro parado no acostamento, a lei determina que os carros que estão na faixa adjacente, mudem para a faixa mais afastada. Normalmente, todos procuram deixar a faixa da esquerda livre e as ultrapassagens são realizadas, quase que em “câmera lenta”. Aqui a lei é obedecida também pelos grandes caminhões. A policia aparece constantemente, no acostamento multando alguém ou interceptando algum veículo mais ousado.

alt

Na Interstate 40 cortamos boa parte do Texas e agora entramos em New Mexico. Em paralelo a grande estrada, acompanham um pista de mão dupla auxiliar, e mais afastada um ferrovia. E assim as três linhas seguem, em paralelo, cortando toda a imensa pradaria.

alt

No Texas a velocidade máxima é 70 MPH e em New Mexico é 75 MPH, mas os veículos desenvolvem velocidades entre 120 e 140 km/h, quase que constantemente. Eles sabem onde está a polícia e nós seguimos a reboque; o que fazem, fazemos também. Até agora tem dado certo.

alt

O calor está mais suportável, mas o nosso desgaste excessivo exigia que parássemos com mais regularidade para beber água e comer algo salgado.

alt

A primeira perna foi de 304 km e abastecemos em Amarillo. Continuamos a seguir no rumo oeste com o sol na nossa face e a sede e a preocupação com a pane seca nos obrigou a parar com 159 km e em seguida abastecemos em Milagro, após mais 188 km. 177 km depois, surge no horizonte uma bela e grande cidade. Não havia placa indicativa de seu nome e fomos entrando, nos mantendo na I-40/E. Após atravessarmos o que deveria ser o núcleo principal, coberto por uma infinidade de viadutos, começou a aparecer as placas indicativas da próxima cidade Gallup. Então aquela cidade que estávamos cortando somente poderia ser Albuquerque, porque na área o Google Map não previa nenhuma outra grande cidade.

alt

Agora, o problema seria encontrar o viaduto correto que nos levaria ao hotel, pela primeira vez previamente reservado pela Internet. Não queríamos contar com a sorte da noite passada, quando quase não conseguimos nada. Ficamos em um Hollyday Inn, próximo a loja Tunderbird da Harley-Davidson, onde tentaremos fazer a revisão das Electras, amanhã. A cidade é muito bonita, ampla, agradável e bem organizada, merecendo o nome que tem.

alt




PHD Artur Albuquerque
Fonte: http://phdalaska.hwbrasil.com/site/ e http://www.phd-br.com.br/

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Belas imagens! ;-)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia