alt

 

América do Norte, Alaska, EUA

 

Fairbanks

 

Depois do café da manhã, fomos preparar as Electras para os próximos destinos: a do Robertinho para embarque para o Rio e a minha para seguir para o extremo norte.

 

Pedi um mapa na recepção do hotel e orientação para chegar a Fox, a última referência urbana para a AK 11, a respeitada Dalton Highway. Expliquei ao amigável rapaz da recepção que iria a Prudhoe Bay. Quando estava me retirando o ouvi exclamar, brincando: Crazy! E em seguida, a risada do Robertinho.

 

Nas últimas horas, o que era hipótese passou a ser definitivo. A Electra do Robertinho já foi entregue a loja H-D para ser preparada para o transporte e ele embarca amanhã, na madrugada. Já deixei todo o meu excesso de bagagem no outro hotel, que está reservado para me hospedar na volta de Prudhoe Bay.

 

A partir das 04:00 h estarei sozinho. Durante todo o dia já assimilei toda espécie de insegurança e temor que as pessoas têm transferido para mim.

 

Recebi um Email da minha esposa me dando força e o apoio pelo Facebook de alguns amigos. Agora, estou pronto para ir até onde a minha companheira Electra puder alcançar. Quem já foi a Prudhoe Bay de Harley, saber o que vou enfrentar. E como eu não sei, deve saber o que estou sentindo. Nem nos momentos mais cruciais me arrependi ou me arrependerei dessa magnífica e privilegiada viagem, que compartilhei até aqui com o meu amigo Robertinho, independentemente do que possa vir a acontecer comigo. Eu sou do tipo de homem antigo, que não se sentem bem em excesso de conforto e exagerada segurança. Sempre tive necessidade de abrir minhas asas e alçar vôo para o desconhecido, dependendo apenas de mim mesmo e do mínimo que posso carregar comigo. Por isso, adoro viajar na minha Harley. Estou muito feliz por Deus ter me mantido como um homem de sorte, por ser quem eu sou, por ter sido privilegiado com uma maravilhosa família, por ser alvo do amor de uma bela mulher (minha esposa) e por possuir sinceros e verdadeiros amigos.

 

“…não é a necessidade, não é a ganância que nos manda para o longínquo Norte… É a febre, é a glória do desafio…”


By Robert W. Service.


PHD Artur Albuquerque
Fonte: http://phdalaska.hwbrasil.com/site/http://www.phd-br.com.br/