alt

América do Norte, South Dakota, USA

Sturgis

Tomamos café da manhã como em família; muita conversa e brincadeiras, em clima de plena fraternidade.

Depois de darmos uma passada no comércio dos “caminhões” – todo tipo de matéria e serviço para motos – em Rapid City, seguimos para Deadwood, a fim de conhecer melhor a cidade. Em seguida, fomos para Sturgis, onde é o epicentro do evento que se alastra por toda a região das Black Hills e Badlands de South Dakota.

alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt

Estacionamos as Harleys próximo a loja da H-D e o Ricardo Bruno me deu a sugestão de fazer um ”Custom Pinstriping” no para-lama dianteiro da minha Electra. Lembrou que a oportunidade era única e que seria um registro valioso da presença da minha Electra, em Sturgis. O custo não era barato. Mas, valia a pena. O Renato comentou que eu devia aproveitar por que naquela hora estava ocorrendo uma promoção e a pintura seria de graça. Não entendi o comentário. Mas, tudo bem.

Pedi para criarem um Pinstriping (desenho estilizado) que lembrassem a minha passagem por Sturgis e pelo Alaska (Alcan = Alaska-Canada = Alaska Highway).

alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt
alt

Mais tarde, quando fui pegar a Electra, achei o desenho sensacional. Quando perguntei quanto era, fui informado que uns amigos já tinham pago. Comentei com a galera que alguém tinha pago a moto errada. Mais tarde, desconfiado, depois de muito perguntar, acabei descobrindo que o Renato e o Kappa tinham bancado a promoção da “pintura de graça” – mais uma gentileza dos irmãos dos Harley’s Dogs.

Durantes as caminhadas pelas ruas de Sturgis, conheci dois harleyros mexicanos de Guadalajara. No transcorrer da conversa, perguntei pela melhor passagem na fronteira e me responderam que seria Laredo, enfatizando que eu evitasse sair á noite.

Como ainda não estava no México, deixei os amigos e voltei a Deadwood para encontrar o irmão Magnus Valente, de Billings, às 22:00h, a fim de devolver-lhe o seu telefone, que eu por esquecimento tinha trazido comigo. Nada como a liberdade de ir e vir pelas cidades, a qualquer hora, sem preocupação ou medo de se estrepar.

PHD Artur Albuquerque 

http://phdalaska.hwbrasil.com
www.phd-br.com.br

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia