América do Norte, Louisiana, USA

Atlanta – Slidell (Parcial = 714 Km / Total = 32.757 Km)

altDia de partidas. Claudia e Cida seguem para o aeroporto, retornando para casa e o Edinho vai para Miami, onde vai deixar a moto e embarcar para o Rio.

Despedi-me dos amigos e da minha querida mulher. Saí com o coração pesado e toda tranquilidade que eu estava sentindo, desde que encontrei os amigos de Billings, Salvador e Rio de Janeiro, se esvaiu como por encanto. Quando aproei a estrada, me sentia fraco e com pouco ânimo para seguir adiante.

Enquanto acelerava a minha indestrutível Harley, meus olhos se encheram de lágrimas, provavelmente provocadas pelo vento quente, que invadia o meu capacete, pela viseira aberta. Subi o giro e a sinfonia do rugido do motor em sintonia com o vento acalentou a minha alma, prestei mais atenção na estrada e a tristeza que me dominava se atenuou e o meu coração se acalmou.

Sem perceber, voltei a ser o peregrino sem pressa de voltar, planejando um passo ou resolvendo um problema de cada vez. Parte da minha mente se mantinha ligada na estrada e parte, divagava: Doce é alçar vôo para realizar um grande sonho de superação, avançando para horizontes distantes. Mas, sublime é ter um ninho de paz e amor para onde voltar. Lar, esposa, filhos, família, amigos – entes queridos; na vida, o convívio com as pessoas que amamos é o essencial. Parti em minha Harley para viver um sonho de aventura na longa estrada e me libertar da rotina do cotidiano e da comodidade, deixando de ser apascentado pela sociedade. Talvez, para desafiar a mim mesmo e saber do que eu seria capaz. E estou voltando com a certeza de que não sou tão independente e forte como eu imaginava. Minha família e meus amigos me fazem extrema falta, como o ar que respiro. Em ambiente estranho, por tanto tempo, sem as pessoas que amo me sinto um ilha; isolada no mar aberto, pequenina e frágil demais. E a mínima brisa refrescante que começa a soprar do horizonte, tem me parecido o prelúdio de um furacão.

Mas, essa minha viagem, sem dúvida, vem valendo a pena, pois além de me conhecer melhor e me fazer rever alguns conceitos, estive em lugares fantásticos e vivi experiências incríveis: como atravessar o Paso de Jama, na Cordilheira dos Andes, entre Argentina e Chile; admirar a beleza do Deserto de Atacama, em San Pedro, no Chile; pilotar em longas estradas penduradas e as vezes no topo da Cordilheira dos Andes, como no Peru; pilotar envolvido pela beleza da natureza, como na América Central; sobrepujar às fortes situações e emoções, como as vividas na América Central e no México; sentir o prazer de entrar nos EUA – um país muito bem organizado, moderno e bem arquitetado, onde tudo funciona porque sempre trabalharam duro e com dignidade – sem molezinha social – onde o trânsito de veículos é muito civilizado e a Policia, digna e confiável; seguir através da natureza selvagem na British Columbia e Yukon, no Canada; e por fim o grande desafio de percorrer sozinho, entre Fairbanks e Deadhorse (Prudhoe Bay), a AK-11 / Dalton Highway – com direito a 100 km de chuva e muita lama, no final.

Até agora, creio que percorrer longas distâncias e estradas difíceis em uma Harley, além das “ameaças” dos Maras, Narcos e Ursos não foi tão difícil de suportar. A solidão é que está sendo a minha verdadeira prova de superação. À noite, no quarto, essa triste dama de companhia é tão dura e fria, que me incomoda o sono. Só quando estou na estrada ela me deixa em paz.

De repente, a outra parte da mente, exige mais atenção. À 120 km/h, todas as luzes de sistemas, no painel, se acenderam. Os ponteiros do velocímetro e do conta-giros despencaram, momentaneamente. A luz do ABS permaneceu acesa. Mantive a tranquilidade e desliguei tudo de elétrico que não era essencial. O ruído continuava e talvez fosse proveniente do rolamento da roda traseira. Fiquei tenso e alerta para reagir, pois em ambas as situações, há possibilidade de a roda travar. Mas, continuei avançando, o motor girava sereno, passaram-se as horas e cheguei a mais um destino.


PHD Artur Albuquerque
http://phdalaska.hwbrasil.com
www.phd-br.com.br

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia