alt

América do Norte, México

Matehuala – San Miguel de Allende (Parcial = 391 Km / Total = 34.927 Km)

Parti sem a companhia do Sol. O dia de viagem iniciou-se semi-nublado, frio e escuro.

Durante o alvorecer, uma neblina forte cobriu a estrada e reduzi a velocidade. Numa viagem desta, cair, nem pensar.

Passei por várias cidadezinhas interessantes e a estrada era o que tinha de mais moderno. Muitas gasolineras davam tranquilidade quanto ao combustível.

Em Dolores Hidalgo, tirei uma foto da bandeira nacional “à meio pau”, em sinal de luto nacional. Mas, chegar a San Miguel de Allende me deu mais tranquilidade. Cidade histórica, bem conservada, muito bonita e turistas por toda parte. E o sol de domingo dava ares de dia de festa.

Quando vagava pela cidade em busca de hotel, encontrei um grupo de Harleyros que me aconselhou a procurar hotel próximo ao centro da cidade.

Fui ver a Pousada La Aldeia, muito cara. A Casa Bonita achei muito aconchegante, confortável e com preço razoável ($650.00). Nesta etapa da viagem, viajando sozinho, adoto a filosofia espartana: pouca comida, hotel barato e gasolina à vontade.

Mas, o alto astral da cidade me convidava a relaxar. Depois que me acomodei e deixei a Valiente em na garagem fechada coberta, fui “turistar” um pouquinho: coloquei minhas sandálias havaianas, uma calça de agasalho e tomei o rumo da Plaza Principal. A arquitetura histórica conservada, incluindo o calçamento de pedras das ruas, cada esquina exige admiração. Para concluir o papel de turista, fui almoçar tacos no restaurante TenTen Pie – com direito a uma taça de vinho, uma torta de limão e um gostoso café local ($233.00) – onde o gerente Pablo Sánches Navarro me atendeu com toda cortesia e amabilidades, além de tirar uma foto minha, fazendo um brinde especial.

San Miguel de Allende é tão agradável, tem tantas obras belas para se ver, que é um lugar que vale a pena voltar.

O povo mexicano, alegre, receptivo e amigável, merece muito reencontrar a paz.

Amanhã, passo pela Ciudad de Mexico, paro para apreciar a Heroica Puebla e pretendo pernoitar em Oaxaca, seguindo o roteiro de lugares imperdíveis, sugeridos pelo Edinho.

PHD Artur Albuquerque

http://phdalaska.hwbrasil.com
www.phd-br.com.br

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia