alt

América do Sul, Brasil

Matelândia

Os amigos Fazedores de Chuva, Dolor, Osmar e Terezinha deixaram seus compromissos em Itajaí e Balneário Camboriú e vieram de moto até Matelândia, no Hotel Faeli – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. – de propriedade do Fazedor de Chuva João Batista e sua esposa Eliete, para me recepcionar na chegada ao Brasil, me honrando com tamanha atenção.

Hoje, todos tomamos o café da manhã juntos e os três amigos partiram para seus destinos. O João e sua esposa Eliete foram para o trabalho e eu me dediquei a atualizar o Blog, aproveitando a excelente qualidade de acesso a Internet.

alt
alt
alt

Mais tarde, o amigo João veio me convidar para almoçar. À noite jantamos em família. Depois, ficamos conversando sobre viajar de moto, quando ele me contou sobre as suas grandes viagens pelos vários continentes. Comentei com o João Batista que algumas pessoas me perguntavam por que nós motociclistas abandonávamos o conforto e a segurança das nossas vidas para correr tantos riscos. E eu e o irmão João Batista concordamos que a aventura é inerente a nossa natureza humana e faz bem ao nosso espírito. Há algum tempo, escrevi sobre este tema:

“Desafio e Aventura – Há bilhões de anos, emergimos das águas e nos arrastando sobre a terra, iniciamos a nossa extraordinária jornada. Há pouco mais de um milhão de anos, emigramos da África para colonizar a Ásia e a Europa. E mais tarde, atravessamos o Estreito de Bering, para povoar a América e por outros heroicos caminhos, continuamos a permear a biosfera das mais importantes massas continentais desse nosso pequeno planeta. Assim, desde épocas imemoriais, desafio e aventura têm propiciado alimento para os nossos corpos e estímulo para nossas mentes. Desafio e aventura têm sido imprescindíveis para aferir nossos limites, potencialidades e relações; além de fundamentais para nos fazer sentir que estamos vivos e que podemos ser senhores de nós mesmos, ainda que por fugazes momentos, como o eram os nossos mais remotos ancestrais. Hoje em dia, muitos alimentam essas necessidades atávicas com a prática do salto livre de paraquedas na imensidão dos céus, outros surfando a 5.000 m de altitude nas areias coloridas sobre a neve do Himalaia, velejando na tempestade através da Passagem de Drake (Cabo Horn), outros escalando e morrendo no peito congelado de um Aconcágua. E mais, muito mais. Porém, nós motociclistas, aplacamos esse impulso ancestral, pilotando as nossas motos nas longas estradas, por terras distantes, ultrapassando fronteiras, adentrando amplos horizontes, integrando belas paisagens, aprendendo com as gentes, fazendo novos amigos e irmãos. Como observam os não iniciados, poderíamos fazer essas mesmas viagens de outras maneiras mais cômodas, seguras e confortáveis. Mas, não seria a mesma coisa; porque somente sobre a sela de uma motocicleta podemos conhecer cada palmo do chão, perceber de uma perspectiva privilegiada a discreta transição da paisagem e a sutil mudança da atmosfera, seguindo com a cara no vento, sentindo a natureza na pele, conhecendo os detalhes e percebendo o mundo passar. Quando estamos na estrada, por breves e prodigiosos momentos, estamos também reverenciando o passado. Então, somos como nômades das estepes em caravanas errantes, navegantes em mares nunca dantes navegados, cosmonautas rumando para novas estrelas, capitães de nossas almas e senhores de nossos próprios destinos. Entender o que é viajar de moto, para os homens comuns, permanecerá inacessível, mas para os iluminados, estará aguardando de braços abertos.”

PHD Artur Albuquerque
http://phdalaska.hwbrasil.com
www.phd-br.com.br

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

É realmente uma honra receber noticias dos amigos João Batista e Eliete, e ficar sabendo que que foram anfitriões do nosso amigo Artur, chegando de sua viagem ao Alaska. É como reativar nossas memórias no tempo,ao ser recebido com honras em Matelândia. Só quem está na estrada, sabe dessas coisas. Grande abraço à todos.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia