Viagem de moto pelo Brasil

Percorremos hoje 743 km de estradas do Paraná e São Paulo e resolvemos pernoitar em Marília. Estradas boas, apesar de não serem consideradas principais, nos permitiram chegar no fim da tarde ao destino de hoje. A nota negativa do dia foi o assalto que sofremos nas estradas do Paraná.

Saímos de Foz sem problemas, a estrada estava boa, com um pouco de movimento de caminhões que não chegou a atrapalhar, o céu limpo e fazia muito calor. A previsão era de chuva, mas não pegamos uma gota sequer. Nas margens da estrada, muita soja, bonita quando dourada, que depois passou para cana quando entramos em São Paulo.

O maior problema foram os pedágios no Estado do Paraná: pagamos R$ 33,70 para percorrer menos de 600 km no estado. Um verdadeiro assalto, principalmente considerando que grande parte era de estradas simples, alguns trechos mal construídos e com conservação deficiente. Imagine quanto um carro ou caminhão paga para percorrer o mesmo trecho?

Entramos em São Paulo e nenhuma das praças de pedágio que passamos era cobrada passagem das motocicletas. Nossa intenção era pernoitar em Ribeirão Preto, mas o fim da tarde estava chegando e ainda faltavam mais de 250 km, então paramos em Marília onde encontramos um bom hotel para ficar.

Eu pedi pelo telefone um baita de um sanduíche com tudo que tem direito e comi no quarto mesmo. O Marcelo foi dormir cedo

Números do dia:

Distância percorrida: 742,8 km
Distância total: 10.688,2 km
Gasolina: R$ 105,10
Pedágios: R$ 33,70
Valor por litro: R$ 2,709
Lanches: R$ 11,75
Jantar: R$ 20,00
Hospedagem: R$ 135,00