Viagem de moto pelo Brasil, Guianas e Venezuela

Aproveitei a noite anterior para lavar as roupas, que já há alguns dias eu levava de uma cidade para a outra sem dar um tratamento adequado. O ar condicionado e o espaço amplo do quarto ajudaram a secar, mas tive que usar um secador de cabelo para que ficasse perfeita.

Peguei estrada por volta das 7h, depois de um lanche razoável. A partir de Porto Velho a estrada já era conhecida, mas não reconheci quase nada do entorno.

No horário que saí o trânsito já estava carregado desde as avenidas da cidade e nas estradas o número de caminhões circulando era muito grande. A estrada inicialmente era simples, com muitos buracos e quebra-molas, principalmente na atravessia das cidades, lembrando as estradas venezuelanas. Depois inicia um trecho duplicado e com asfalto novo, que me permitiu recuperar o tempo perdido com o trânsito ruim do início do dia.

Abasteci em Ariquemes, onde a estrada voltou a ser simples e cheia de trechos em obras e com o sistema de pare e siga. Foram três paradas que me fizeram perder cerca de vinte minutos parado no sol quente.

Em Ji-Paraná eu aproveitei uma loja de peças para motos perto da estrada para comprar graxa para a corrente da moto.

Depois dessa cidade a estrada piorou muito, com buracos perigosos até chegar a um trecho com asfalto novo. A partir de Pimenta Bueno a quantidade de cvaminhões, que já era grande, aumentou. Mais obras e obrigado a ficar parado no sol por 10, 15 minutos.

Fiz uma breve parada na fronteira entre Rondônia e Mato Grosso para a tradicional foto. Aparentemente a estrada melhorou um pouco no novo estado.

Viagem de moto Rondonia Mato Grosso 05

Eram 17 horas quando passava pela cidade de Comodoro, no Mato Grosso, então resolvi procurar um hotel na cidade para pernoitar. Já tinha pesquisado antes de sair de Porto Velho alguns hotéis na cidade e tinha visto um que achei interessante. Fui até o lugar e negociei um valor bem menor que o que constava no aplicativo de reservas da internet.

Tomei um bom banho e depois fui com a moto até o centro da cidade procurar um lugar para comer alguma coisa. Na recepção do hotel tinham me indicado um restaurante, mas estavam fechados. Achei uma lanchonete próxima onde comi um espeto de carne com arroz, tropeiro, vinagrete com refrigerante.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia