Esse seria o dia do voo até Buenos Aires e conexão para Rio Gallegos, local onde estariam nossas motos. Río Gallegos, é a capital da província argentina de Santa Cruz. O município possui quase oitenta mil habitantes (2001) e foi fundado em 19 de dezembro de 1885,

A Ruta Nacional 3 é uma rodovia argentina, que percorre o país de norte a sul, desde a província de Buenos Aires até a província da Terra do Fogo. Ela inicia na Ruta Provincial 4, e percorre 3.074 km até a ponte sobre o Rio Lapataia, a 11 km de Ushuaia,

Depois do belo passeio em Ushuaia, um dia com um pouco mais de estrada e aventura em direção a Punta Arenas no Chile, com previsão de rodarmos 622km. Punta Arenas está em uma das regiões mais inóspitas e encantadoras do planeta,

Durante a manhã fizemos um passeio pelos ventos de Punta e estivemos no Duty Free buscando reforço nas roupas de frio. Estava tudo muito caro. Lá conversamos com outros motociclistas que também sobreviveram à travessia na madrugada e após o almoço, partimos em direção à Torres Del Paine.

Neste dia, pudemos curtir efetivamente as estradas que saíam do hotel e circundavam o Parque Nacional Torres del Paine, seus lagos e as belíssimas montanhas da Cordilheira dos Andes pela mítica Ruta 40, na direção de El Calafate.

Pela manhã nossa viagem de moto continuou pela Ruta 40 em direção El Chalten, que vem a ser a cidade mais recente da Argentina. Fundada em 1985 para manter a soberania da Argentina sobre territórios na disputada fronteira patagônica com o Chile.

A previsão para este dia era de passeios pelos belíssimos locais da região. Durante a noite, a ventania atrapalhou o sono de diversos de nós. O Hotel ficava num platô e em certos momentos chegava a balançar. Me lembrei do Alessandro,

Pela primeira vez durante toda a viagem, todo o grupo já estava presente às 6h30 para o café da manhã. Neste dia o grupo que seguiria até Rio Gallegos e Mateus iria em direção a Perito Moreno, retornando ao Brasil de moto, pois estava de férias e iria aproveitar para um passeio maior.