Viagem de moto pelo Brasil

Na noite anterior, conversando com algumas pessoas, todas me deram a orientação para passar pela estrada nova, para seguir até Jericoacoara. Em um dia, saindo de Maranhão, atravessei Piauí e dormi no Ceará.

Aprendi que existe o Delta das Américas e o Delta do Parnaíba, que ficou com a fama. A apenas 50 km de Barreirinhas, seguindo por uma entrada de ruim para razoável, você chega ao Delta das Américas.

Você terá dunas, lagoa azul ou verde e ao fundo o encontro do Rio Paulinho Neves com o mar, mas bem ao fundo. Tudo isto é de graça, mas tem que andar quase 30 minutos, embora seja menos de 1,5 km, mas areia pesa.

Ainda no final da manhã, conheci outro rio em Tutóia, mas não lembro o nome.

Viagem de Moto Brasil

Se estiver de moto e alguém oferecer travessia para Jeri através de barco ou balsa, perto de um posto de combustível (tem uma placa marrom que indica atrações no local), cuidado, vão te roubar, pois esta opção não existe. A pessoa vai colocar pilha em você falando que tem perigo de roubar a moto, mas o perigo é à noite na divisa do Maranhão com o Piauí.

Já no início da tarde eu esta no Delta do Parnaíba. No início achei caro, passeio de 200 reais, mas depois descobri que por 60 reais, poderia conhecer e ainda com alimentação. Eu acho que por 60 reais vale a pena, mas vai ficar para outra oportunidade.

Ainda perto de Parnaíba conheci a Pedra do Sal, que é uma praia. Gostei também porque já tinha anos e anos que não visitava uma praia.

Pensei que seria rápido percorrer os 180km para Camocim. Já era 16 horas e pensei que até às 20 horas estaria lá. Acontece que, primeiro, tem muito jegue e buraco nas estradas. Muito cuidado ao pilotar à noite.

Cheguei a Camocim por volta das 21h30 e paguei 35 reais em uma pousada.