Viagem de moto pela Europa

Na região de Firenze resolvi ficar em uma pequena vila a duas estações de trem da cidade, Signa, coisa de 10 minutos, que eliminava uma série de problemas: trânsito, estacionamento, carregar capacete, etc... O preço da passagem (ida e volta) são 5 euros. Trens impecáveis e horários que permitem acertar seu relógio por eles.

Saltei na estação central, a Firenze Santa Maria Novella, e parti para minha caminhada em busca da Piazza Del Duomo que engloba, além do Duomo (a 5ª. maior igreja da Europa), o Batistério de San Giovanni e o Campanille. Depois, se houvesse tempo e pernas, a Piazza Della Signoria com o Palazzo Vechio a Logia dei Lanzi e uma cópia do David de Michelangelo, entre outras.

Claro que as pernas já não são as mesmas e o tempo estva restrito ao último trem para Signa, 23h45, mas se fosse preciso eu voltaria no dia seguinte.

Ainda que não tenha conseguido registrar todas as obras e atrações pelos ângulos recomendados por especialistas, acho que consegui captar mais do que isso: de perto e junto senti a vibração que envolve a todos que mergulham, sem preconceitos e análises de “historiadores-de-botequim”, em uma época que foi um dos degraus que trouxe a humanidade até aqui.

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Shooooowwwwwww!!!!!!!!!!!!!
Maravilhosas as fotos e os relatos!!!!!
Parabéns!!!!!!
Tâmo junto!!!!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia