Para comemorar minha recém-aposentadoria do Banco do Brasil, os casais Marcos Pires e Regina e Sergio e Vera, do moto clube Campos dos Goytacazes (RJ) convidaram Lena, minha Gata, e mim, do moto clube Eu, Gata e Cão Fiel, de Macaé (RJ), para uma viagem de moto pela América do Sul.

Acordei cedo esperando os amigos vindos de Campos para nos encontrar no trevo de Macaé. Às 8h30 eles chegaram. Com previsão de percorrer 900 quilômetros nesse dia, planejamos rodar até Registro em São Paulo, onde iríamos pernoitar.

Pela manhã partimos em direção a Floripa. Os 130 quilômetros iniciais foram debaixo de chuva ininterrupta, por isso tivemos que manter uma média baixa de velocidade. Chegando à Régis Bittencourt, a estrada encontrava-se em péssimo estado de conservação.

Tivemos que nos dirigir à loja da Yamaha, pois a moto do Sérgio, uma TDM 850, apresentou problemas e isso nos custou toda a parte da manhã e nossa partida deu-se somente às 12h30.

Partimos cedo e abastecemos num posto na saída de Guaíba. Após subir um morro, cortando um ônibus, a moto começou a engasgar e foi um sufoco. Rodamos boa parte com essa gasolina batizada até poder reabastecer em Rio Grande e a moto voltar ao normal.

Reservamos a manhã para fazer passeios por toda a região de Punta, que é um balneário com lojas sofisticadas, cassinos, restaurante e clubes, aonde os ricos uruguaios, argentinos e brasileiros vêm passar suas férias.

Partimos para Montevidéu, onde o Carlos Chopitéa, presidente do moto clube Charrua nos aguardava. Lá, estivemos em uma oficina de um amigo, onde várias motos antigas eram muito bem cuidadas. Belíssimas e bem cuidadas relíquias que ainda se encontram em pleno funcionamento.

Pela manhã, seguimos em direção ao Buquebus através do qual faríamos a travessia do Rio da Prata em direção a Buenos Aires. Após 3 horas de travessia, desembarcamos em Buenos Aires, sob intensa chuva.

O tour por Buenos Aires neste dia iniciou por El Caminito, localizado na área Portuária do bairro da Boca. São diversas casas pintadas em cores chamativas, com variado comercio de lembranças da Argentina, bares, restaurantes, artesanato, artistas locais, dançarinos de tango e ambiente constante de festa.

Saímos do trânsito horrendo do Centro de Buenos Aires e seguimos em direção à cidade portuária de Mar Del Plata, na província de Buenos Aires. Balneário muito bonito, mas a temperatura estava muito baixa.

Partimos cedo para city-tour, rodando pelo Além, com diversas lojas e bares e onde rolam as festas nas noites do balneário. Seguimos em direção a Escolera Sur, porto onde se juntam navios, barcos de pesca e leões marinhos. Existem centenas deles ali, convivendo com cães, barcos e o homem.

Pagina 1 de 3
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia