Viagem de moto pelo Brasil

Pela manhã partimos em direção a Floripa. Os 130 quilômetros iniciais foram debaixo de chuva ininterrupta, por isso tivemos que manter uma média baixa de velocidade. Chegando à Régis Bittencourt, a estrada encontrava-se em péssimo estado de conservação.

Passávamos pela Serra do Cafezal quando senti minha moto balançar: o pneu estava furado. Por uma sorte incrível, duzentos metros do ocorrido tinha um borracheiro, que descobriu dois pregos, solucionando rapidamente o problema, para podermos continuar nossa viagem.

Atravessamos o estado do Paraná e depois Santa Catarina. Para nossa sorte, com pistas perfeitas. Com trânsito intenso, motivado pelo feriado que terminava naquele dia, chegamos a Floripa próximo às 19h e logo nos estabelecemos.