Viagem de moto pela Argentina

Partimos para o Parque Nacional Nahuel Huapi cedo. Com seu acesso a 37 quilômetros de Bariloche, a partir da localidade de Villa Mascardi, existem 3 opções de passeio. Decidimos inicialmente seguir o passeio que passa pelas margens do Lago Steffen, que nos levaria bem próximos à fronteira com o Chile.

Seguimos para a Cascata Los Alerces. Seu caminho possui horários definidos para acesso em virtude da estrada precária: aberta no caminho de ida das 8 até as 10h15 e com regresso liberado das 11h15 até as 13h. Sua divisa é a partir de uma ponte, onde mantemos à esquerda, seguindo pelos Lagos Mascardi, Lago Hess e Lago Roca, com estrada em precipício com vista dos lagos à direita, diversos mirantes pelo caminho, onde conseguimos belas fotos.

Seguimos acompanhando o Rio Manso, que separa os Lagos Mascardi e Gutierrez.

Como curiosidade, as águas dos rios coletados pelos Lagos Nahuel Huapi e Gutierrez formam o Rio Limay, que atravessa toda a Argentina, desembocando no Oceano Atlântico. Já as águas do lago Mascardi formam a Cascata Los Alerces e o Rio Manso. Com a coloração verde esmeralda e totalmente cristalino, desemboca no Oceano Pacífico. De arregalar os olhos de tão belo. É roteiro que não pode ser desprezado durante uma visita a Bariloche.

Viagem de moto America do Sul

O seu acesso fica em área para estacionamento de diversos veículos onde conhecemos turistas interessantes. Ao chegarmos, fizemos contato com Diaz, turista argentino que veio de Buenos Aires, distante mais de 1500 quilômetros, em sua pequena motoneta de 70cc, um herói. Fizemos também contato com René e Nicol Ruckstuhl, casal suíço que estava fazendo um tour pelo mundo com seu caminhão típico dos que correm o Rally Paris-Dakar (http://orix-on-road.blogspot.com). Partiram da Alemanha de navio e, onde o navio aporta, eles faziam passeios. Desembarcaram em Santos, Salvador, no Rio de Janeiro e desceram definitivamente em Buenos Aires. Já estiveram em Ushuaia e informaram que ali em Bariloche o frio estava mais intenso que na Terra do Fogo.

Viagem de moto America do Sul

Adesivamos devidamente seu caminhão com um adesivo do "Eu, Gata e Cão Fiel" e seguimos de volta para o segundo passeio. Retornamos 19 quilômetros até a ponte divisória e partimos em direção ao Glaciar Del Manso. Seu caminho é trilhado no início pelo Lago Mascardi aonde, após 37 quilômetros, finalmente chegamos ao Cerro Tronador. O Glaciar foi formado a milhares de anos e sua característica é de nunca descongelar totalmente. Ao longo da estrada para chegar a ele vemos diversos rios criados pelo seu descongelamento. As pedras e árvores existentes nesta primavera são de coloração totalmente branca.

Viagem de moto America do Sul

Passamos pelo hotel Tronador no caminho, com restaurante aberto ao público, tendo ao fundo um lago totalmente florido em sua volta e com belíssima montanha ao fundo, um verdadeiro desenho de Deus.

Viagem de moto America do Sul

Retornando e encontramos quatro alemães em motos BMW que alugaram no Chile. Batemos um papo num castelhano arranhado e eles ficaram admirados com a distancia que estávamos percorrendo. Estavam a caminho de Ushuaia.

Viagem de moto America do Sul

Viagem de moto America do Sul

Retornamos ao hotel para encerrar o último dia em Bariloche.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização