Bahia Blanca é uma grande cidade e capital de uma das províncias argentinas. Tivemos dificuldades para sair do hotel. Todos queriam conversar conosco, tirar fotos, saber sobre a viagem... só faltou mesmo a televisão vir nos entrevistar.

Partimos para o Parque Nacional Nahuel Huapi cedo. Com seu acesso a 37 quilômetros de Bariloche, a partir da localidade de Villa Mascardi, existem 3 opções de passeio. Decidimos inicialmente seguir o passeio que passa pelas margens do Lago Steffen, que nos levaria bem próximos à fronteira com o Chile.

Partimos cedo para ajustes e lavagem das motos. Trocamos a corrente da minha moto, o pneu da moto de Sergio e, ao lavar as motos, a BMW de Marcos Pires simplesmente não funcionou mais, por problemas na parte elétrica.

Passamos pela transportadora para levar os baús da moto de Marcos Pires e partimos para a estrada já quase 10 horas. A manhã estava com uma neblina tão intensa que molhava como se fosse chuva. Aliada a um frio intenso, transformou os primeiros 150 quilômetros em uma viagem gelada.

Sergio e Marcos Pires partiram novamente para a oficina, enquanto nós resolvemos dar umas voltas pelo bairro da Providência. Comércio diversificado, cidade bem cuidada e movimentada, como qualquer grande capital.

Partimos cedo, já que neste dia teríamos pela frente os temidos "Caracoles". Porém, ainda dentro de Viña del Mar, a moto de Sergio apagou em plena estrada. Paramos em um bar enquanto aguardávamos a solução do problema.

Pagina 2 de 3
Ver mais artigos