Viagem de moto pelo Brasil

Saímos com muita neblina, chuva, frio e um movimento intenso de caminhões. Na serra, este frio fez com que o grupo se separasse em virtude de tocadas diferentes. Após passar trecho em obras, parei num posto de gasolina, seguido pelo Elias. pouco depois chegou também o Mateus, mas Rui não apareceu. Começamos a ficar preocupados. Mateus retornou por 15km e eu fiquei no posto para fecharmos todas as possibilidades.

Resolvemos seguir até um local onde tivesse sinal de telefone, paramos num posto na descida da serra e tentamos ligar para o celular dele, sem sucesso. Ligamos para o 0800 da Concessionária e só relataram um acidente entre ônibus e caminhão no trecho percorrido. Chegaram uns motociclistas e nos informaram que nada viram.

Descemos a Serra do Cafezal e logo estávamos no Rodoanel. Paramos na Ayrton Sena para abastecer e lanchar e finalmente conseguimos contato com Rui. Ele havia nos passado e mais adiante o pinhão de sua moto apresentou problemas. Ele ficou em Itapecirica da Serra para no dia seguinte solucionar o problema.

Nesta parada, Elias resolveu seguir direto até Rio Bonito e eu e Mateus, ficamos hospedados em Penedo onde fizemos um jantar de despedida no Fritz, um restaurante alemão, e brindamos ter sido os únicos invictos (não tomamos tombo).

Na parte da manhã, tentamos em Penedo e depois em Resende solucionar o escapamento aberto de minha moto, sem sucesso.

Voltamos ao Hotel e partimos em direção ao Rio. Na descida da Serra das Araras, houve uma alteração no barulho que minha descarga fazia, caiu uma peça e passei por cima. Em virtude do local, não tive como parar (muitos caminhões e trecho sem acostamento). O barulho ficou ensurdecedor e a moto perdia pressão ao acelerar. Consegui levá-la até Nova Iguaçu e resolvi entrar em contato com a Assistência 24horas do seguro. Após rodar mais de 6500km, os últimos 235km até Macaé foram em cima de caminhão.

Foi uma viagem de superação que fortaleceu o vínculo de amizade do grupo e todos os momentos passados, estavam registrados para sempre em nossas memórias.

Agora, já estamos novamente com saudades das estradas e logo estaremos partindo para novas aventuras.