Saindo de Abancay, já recuperados e surpreendentemente bem mais animados, paramos para abastecer, quando ouvimos o ronco de uma moto. Era o Carlos, harleyro de Abancay com uma Shadow e dono de uma Fatboy. Andamos juntos por poucos quilômetros e nos separamos com destinos distintos.

14 dia 1

Depois de muitos quilômetros, sem café da manhã e já com fome (o Ruy, porque eu ainda não podia ver comida pela frente...) passamos por um hotel bem transado no meio do nada e resolvemos entrar pra sondar. Grata surpresa! Um hotel rústico bem projetado e o Ruy tomou um belo café numa varanda de frente para um jardim com céu azul para completar o cenário perfeito.

14 dia 1

14 dia 1

Com inveja, fiquei só no meu chazinho de aniz ainda com o estômago embrulhado.

Foram 320 km até Nazca, mas ainda no Altiplano Andino, nos deparamos com uma vista magnífica. Após mais uma longa subida para os 4.000 m de altitude, nos deparamos com um visual daqueles de tirar o fôlego. Olhando lá pra baixo a estrada parecia um autódromo mesclado com montanhas e algumas plantações que desafiavam a aridez da região.

Tocado pela beleza das paisagens e emocionado pelo momento magico que a natureza estava nos presenteando, agradeci a Deus e ao amigo Ruy por ter me chamado para esta aventura. Não fosse ele eu estaria certamente em casa assistindo algum programa de televisão ou me distraindo com meu notebook. Viver o que estamos vivendo não é um presente, é uma dádiva.

Paramos num pueblo de beira de estrada para comprar água e fizemos (quase) uma foto com as gatinhas locais. Só não conseguimos porque queriam "propina" (nossa gorjeta) mas fomos cercados por uns carinhas que ficaram doidos com nossas motos e surpresos ao saberem de onde estávamos vindo. Deixei que tirassem fotos montados na Fatboy e temos certeza que esse momento vai ficar na memoria deles o resto da vida (Ruyzão vai enviar as fotos das gatinhas e dos carinhas).

14 dia 1

Após Puquio, almoçamos num restaurante muito simples mas com uma truta bem saborosa e barata - dez Soles (um dólar vale 2.60 Soles e um Real vale 1,20 Soles).

Até o entardecer, seguimos num cenário de muitas lagoas e algumas retas planas que nos permitiram tocar mais forte e ganhar tempo. Foi quando começamos a descer o Altiplano Andino e assistindo um verdadeiro milagre. Era o sol se pondo sobre o Pacifico, trazendo uma explosão de cores e tons como se estivesse nos presenteando com esse espetáculo pela nossa chegada ao outro lado do nosso continente.

14 dia 1

Entretanto, para alcançarmos esse momento, foram mais de 1.000 km só de curvas. Eram de todos os tipos, fechadas, abertas, subindo, descendo, cotovelos de mais de 180 graus (MUITOS!...), com água, com areia, com terra, de baixa, de alta, enfim uma verdadeira experiência e desafio de pilotagem ainda mais sob ação de temperaturas e altitudes extremas.

14 dia 1

Chegamos em Nazca, cidade com todos os problemas urbanos já conhecidos: táxi (bibi! Era buzinação direto), engarrafamento, poluição, barulho, ninguém de capacete e motoristas que não respeitam moto, etc.

Achamos um hotel com garagem (Bris Hotel) próximo à Plaza de Armas. Jantamos uma pizza e fomos dormir com a alma ainda sob efeito desse dia abençoado.

Nota: amigos harleyros, para ninguém esquecer que estamos de Harley-Davidson, a pedaleira do descanso de pé do mata-cachorro da moto do Ruy ficou em algum lugar na estrada...rsrsrs

Mapa dia 14

Redação PHD Fernando
Informação: PHD identifica "Proprietários de Harley-Davidson", grupo criado pelo Chico de Blumenau em 2002.

Comentários (21)

This comment was minimized by the moderator on the site

Belas imagens meu caro, realmente uma dadiva essas imagens que só vcs vão registrar para sempre, momentos únicos, agora lendo os depoimentos compreendo melhor a importância de cada registro de cada momento vivido, experimentando pessoas culturas diferente, e compartilhando com a gente, tamanha vivência, fica aqui meu abraço e honra em conhecer um aventureiro e corajoso homem como vc, Abraço da tIa Kel!!!

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá tia Kel!... Suas palavras são cheias de ânimo como suas aulas! São importantes e MUITO! VALEU! BJS

This comment was minimized by the moderator on the site

Ei Fernando! Quantas aventuras em... Saiba que estamos vivendo um pouco de tudo isso ai com vc... E quando retornar quero poder compartilhar das suas aventuras... Que Deus continue a te acompanhar...saudades Abraço forte!

This comment was minimized by the moderator on the site

Oi menina! Q bom te ouvir... Vai torcendo porque não é fácil não... Abs! Dê abração na turma toda e na Pelejando!

This comment was minimized by the moderator on the site

Fernando Estou torcendo por Voces.E pensar que eu poderia ter sido seu jeepe de apoio!!!!Lendo seu diario recordei e tive saudades pois fiz praticamente este roteiro de L R até Cusco.Passei de barco no Madeira,pelo abandono de maquinas e uns poucos vagões e sofri bastante na subida da cordilheira que era de terra e estreita So ´passando um de cada vez.A Odrebeche(não sei se escreve assim) estava preparando uns trechos para asfalto liberando a passagem somente a noite.passamos por alguns sufocos alem do "Sorocho" que provocou sono ,dor de cabeça ,sangramneto de nariz e vomitos.Cada um teve uma destas reações .A minha foi um sono insuportavel. um grande abraço

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Paladini! Se tivesse seu apoio e do seu Land Rover jà estaria no Alaska! A estrada no lado peruano està um tapete, mas no Brasil, pra variar, està uma droga. Perto de Ji-Paranà entao està impraticavel para Harley! E mais: esse papo de integraçao )ou entregacao...) è lorota! nao vimos nenhum carro ou onibus/ caminhao peruano no lado brasileiro e sò nòs brasileiros no lado peruano.

This comment was minimized by the moderator on the site

Show de bola Fernandao, vai mandando foto aí! Abs, Clecio

This comment was minimized by the moderator on the site

Oi Fernando, estava sem net e aflita para acompanhar com detalhes. Amei as fotos e os " causos " Bjs e boa jornada !! Evelyn

This comment was minimized by the moderator on the site

Oi minha querida! Vou mandando notícias e causos sim! "Larga" nóis não... Bjm!

This comment was minimized by the moderator on the site

E aí Rui e Fernando, como foi passar pela carretera Cuesta del Borracho. Essa é uma das estradas mortais do Perú. Tenho certeza que valeu a pena, é uma experiência única.

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Edmilson! Essas carreteras são mortais mesmo! Tem perigo a cada "esquina". Mas com técnica e muita prudência vencemos o primeiro desafio e só morremos de cansaço... Abs! Fernando e Ruy

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Rui, Grande Fernando, Estou ligado em vcs.Dia apos dia! Imagino as maravilhas que vossas retinas estão tendo o privilegio de registrar..

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Jenner! Já pensou naquela sua Fatboy marrom metálico aqui por estas bandas?! Vai programando sô! Abs!

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá meus amigos to ligado em vocês Deus esta com voces Boa viagem Muito bom os relatos to lendo tudo Um grande abraco IVAN Machado

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande amigo Ivan! Sua torcida é muito importante pra nós! Abs! Fernando e Ruy

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá Fernando. Agradeço a lembrança de meu aniversário. Certamente por aqui, muitas trilhas nos esperam. Mas enquanto isso, continuo seguindo e torcendo por vocês nessa viagem espetacular. Um grande abraço a vocês e pra Circe também.

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande Othon! Já perdeu outro Olívio? Com vc está de saúde? Zerado? Vai esquentando as trilhas aí que vou voltar com tudo! Abs!

This comment was minimized by the moderator on the site

Viagem conduzida pela perseverança e sabedoria de quem sabe observar todas as belezas destas estradas. Só sabem, aqueles que já vivenciaram esta magnífica experiência !!! Boas estradas e boa sorte ! Que Deus acompanhe vocês.

This comment was minimized by the moderator on the site

Valeu Renato! Estamos defasados nos diarios mas vamos lá! Nos acompanhe sempre! Abs Fernando e Ruy

This comment was minimized by the moderator on the site

Que bom que a "tempestade interna" tenha passado Fernando. São as limpezas do interior para a receber melhores vibrações. Por aqui, acompanhando esta verdadeira peregrinação motociclística. Saúde aos dois.

This comment was minimized by the moderator on the site

Valeu Medina! Achei que ia "mórrer"... Tô pronto pra outra! Rsrs

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia