20° dia Naranjal/ Ambato (16/05) 5° feira.

Mapa dia 20

Saímos sem "desayuno" para otimizar o tempo. Passamos por alguns locais mas nada de padaria ou lanchonete como estamos acostumados no Brasil. Era só muquifa!... Se não tem tu vai tu mesmo, já diz o popular... Paramos no melhor lugar que pudemos encontrar. Foi uma péssima impressão que veríamos mais tarde ser errada. Equador é um país muito bonito e super desenvolvido na agricultura.

Tínhamos a intenção de ir pela carretera plana mais próxima do litoral mas por um engano pegamos à direita pela serra. Até achamos que talvez pudesse ser interessante, mas que nada... Foi um desastre! Estava toda em construção e era puro barro, cascalho e lama (quando chovia - isso mesmo, pegamos muita chuva e frio de matar!...). Quando estava seco era poeira que não se enxergava nada. Era caminhão, onibus e carros nos pressionando e jogando lama. Ficamos imundos e as motos mais ainda.

A media horária era de uns 20km/h. Era conserto tipo pare-e-siga a toda hora. Tínhamos a expectativa de chegar cedo pra descansar mas tivemos mais um problemão. Acabado o terror daquela estrada paramos para abastecer e almoçar. Na volta me deparo com o pior pesadelo (ou um dos...) de um dono de Harley. O pneu traseiro da minha Fatboy estava furado! Tirar uma roda traseira de uma Harley é algo que não se deseja nem ao seu pior inimigo!... O borracheiro do posto estava com uns 5 caminhões com o mesmo problema e apenas conseguiu indicar um colega mais adiante. Enchemos com o maximo de ar e, apesar do Never Flat que tínhamos colocado em BH antes da viagem, o furo era enorme e o ar vazava direto. Consegui chegar no outro borracheiro e aí começou o pesadelo que foi retirar a roda traseira. O Bida, dono de marina e oficina mecânica de barcos no Recife, tomou a frente e conseguiu depois de MUUUUITO trabalho tirar a malfadada roda.

Achei que o Bida foi enviado lá do céu!... Pneu vulcanizado pelo excelente trabalho do Jorge (aqui pronuncia-se " Ror-rre") e já final de tarde alteramos nossos planos e fomos para Ambato que nunca tínhamos ouvido falar e que passaríamos direto não houvesse o lance do pneu. Foi uma agradável surpresa. O primeiro hotel indicado estava lotado e fomos para um outro perto. O La Roca é uma casa de 120 anos transformada em hotel butique super charmoso, confortável e barato! Pagamos USD40 cada.

Hotel em AmbatoHotel em AmbatoHotel em Ambato

Uma pizza pra jantar e boa noite!

Redação PHD Fernando

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia