Grand Canion

Visita ao lado oeste do Grande Canyon, passarela Skywalk.

Meu objetivo era conhecer a passarela transparente, construída em balanço na borda do Grand Canyon, no lato oeste, que fica a mais de quatro horas de moto, desde o lado sul, onde estivemos ontem.

Esta passarela foi construída por inciativa de um empresário de Las Vegas que conseguiu a concessão dos indígenas locais. Razões econômicas influenciaram a decisão favorável dos indígenas.

Sai umas 8h30 do hotel. O dono me alertou que grande parte do caminho seria em estrada de terra e que eu deveria verificar a possibilidade de transporte em van no lugar de ir de moto. Resolvi seguir para a estrada de acesso ao parque para verificar as condições da estrada e tomar a decisão se seguiria de moto ou procuraria alternativas.

http://www.youtube.com/watch?v=C7GxdHnTTZ8

A região aqui é muito árida, e lembra muito o nosso Jalapão. Me chamou a atenção que muitas famílias moram em "trailers" espalhados pela região, mas cada família tem uma caixa de correio na beira da estrada.

http://www.youtube.com/watch?v=ljMtlowx5vQ 

http://www.youtube.com/watch?v=8_8qNLdbUGg

Parei num pequeno empório, comi um sanduíche e segui para a tal estrada. Depois de uns 5 quilômetros o asfalto acabou, e verifiquei que na realidade não era estrada de terra e sim de rípio. Um rípio miúdo espalhado em cima de uma terra bem batida. o que complicava um pouco era a existência de "costela" em muitos trechos. Decidi encarar os cerca 30 quilometros desta estrada. Cobri a bagagem com um plastico, por causa da poeira e segui.

Grand CanionGrand Canion

Para minha surpresa, depois de uns 15 quilômetros ou menos, acabou o rípio e começou o asfalto. Que maravilha, estrada lisa e vento a favor, a Harley deslizou macia até a chegada ao Centro de Visitantes do Grand Canyon, lado Oeste.

Estacionei a moto, escondi o GPS e o cardo (intercomunicador usado no capacete), voltei a cobrir a bagagem com um plástico, Coloquei a trava no disco, fixei o capacete em algum ponto da moto e segui para a Central de Visitantes.

Lá tudo é administrado pelos indígenas e a infra estrutura é muito boa, embora o local da Central e loja sejam localizados em um galpão pré fabricado em lona. O ar condicionado foi até um choque para mim, depois de encarar a estradinha sob sol escaldante.

Grand Canion

Escolhi o pacote de visita mais barato, que foi de USD 70,00 e peguei ônibus obrigatório que circula no interior do parque. O trajeto desta primeira perna é de uns 2 quilômetros. Ao desembarcar, já vi a passarela e tirei algumas fotos pelo lado de fora.

Grand Canion Grand Canion

Depois de algum tempo apreciando o Grand Canyon, o Rio Colorado, e a passarela, segui para entrada de acesso para andar na passarela. Fui obrigado a deixar celular e câmara fotográfica em armário existente para esta finalidade, uma vez que não se pode caminhar pala passarela portando tais eletrônicos.

A ultima exigência é que se calce pantufas e só então a entrada é liberada.

Fantástico passear naquela altura, olhando para baixo como se estivesse pisando no nada. Não recomendo para quem tem fobia de altura.

O pacote que comprei, não dava direito a foto, e uma foto custava USD 30,00, achei muito caro e não quis.

Depois de algum tempo andando para lá e para cá, resolvi sair e conhecer a redondeza.

Me chamou a atenção, foi um "pipi móvel" muito luxuoso, vide fotos. Os indígenas capricharam.

Grand Canion Grand Canion Grand Canion

Assisti uma dança indígena, fotografei umas tendas e pequei o ônibus de volta para Central de Visitante.

Grand Canion Grand Canion Grand Canion

Peguei a moto e fiz o caminho de volta. Filmei um trecho de rípio.

Assim ficou registrada minha visita ao Skywalk.

Redator PHD Ruizão

Ruy Barbosa

Comentários (9)

This comment was minimized by the moderator on the site

Meus amigos, Há 4 anos atrás tirei minha carteira pra moto. Por causa da chegada da minha filha, adiei o sonho de comprar minha primeira companheira. E ficou este sonho guardado. Ao encontrar este site, passei a acompanhar a viagem de vocês. Venho todos os dias ver se tem post novo. Paralelamente a isto, tirei lá do fundo a minha vontade de comprar a moto, e fiz isto no final do mês passado. Comprei uma Suzuki Intruder 125. Fez hoje 350Km... ainda amaciando. Mas hoje, enquanto pilotava e pensava na viagem de vocês, eu me emocionei. E me emocionei mesmo. Chorei. 2 jovens senhores, cheios de vida, amigos, casados (sei porque ligaram pras mulheres no dia dos namorados..rs), realizando um sonho lindo de pegar a estrada nas suas Harleys... Tenho 36 anos. Estou quase nos 40, né? Quando criança, sempre achei que quando estivesse nesta idade, eu saberia tudo. E aí vejo 2 caras que me ensinam ainda mais sobre a vida. Não é só pela viagem. É pelo que leio sempre aqui. Respeito por tudo e todos, amor pela família. Sabedoria de colocar as prioridades no seu devido lugar. Sinto que há uma admiração um pelo outro. Não é difícil de perceber isso. Vocês me mudaram. E se nunca é tarde para agradecer também nunca será distante, nem que vocês estejam no Alasca e eu no RJ. Obrigado meus amigos. Sigam em paz e boa viagem! Nelson

This comment was minimized by the moderator on the site

Caro Nelson, as vezes demoram os para responder mas vc pode imaginar a falta de recursos como internet, tempo, esgotados depois de trechos complicados, etc. Mas vc pode ter certeza que sua mensagem nos deixou emocionados e ao Rômulo tb. Tanto que ele nos adiantou por email comentando ter sido uma das mensagens mais lindas... Obrigado em meu nome e do Ruy Abs e continue na viagem (nossa e sua!)

This comment was minimized by the moderator on the site

De HD no GC!!! Genial!!!

This comment was minimized by the moderator on the site

Daddy, você é demais! essa viagem de vocês está sendo seguida, admirada e apoiada por muito mais pessoas do que vcs imaginam! que orgulho!!!! te amo! Fernando - beijos e obrigada por ter embarcado nessa loucura do PHD Ruyzão! rsrsrsrs beijo

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá Re! De nada... Ter embarcado nessa viagem com "véinho" como seu pai não tem preço! Kkk! Abs do vinho aqui... Já que temos a mesma idade!

This comment was minimized by the moderator on the site

Olá Re De fato a viagem esta muito boa e sempre com surpresas agradável Estou com saudade de vocês, especialmente do meu neto, o Enzo. Obrigado pelo apoio que você tem me dado. O Fernando manda lembranças Um Bj Ruy

This comment was minimized by the moderator on the site

"Gurizada", estou a partir de agora acompanhando vcs. se precisarem de algo farei meus contatos com meus colegas americanos da MVPA (military vehicle preservativos association) . Somos + de 30.000 filados no mundo todo. Galera do bem sempre pronta a ajudar. Fico com minha tenere 660 babando na viagem de vcs, pretendo fazer ou de moto ou com meu willys 1942 ou 1949. Sucesso e saúde !

This comment was minimized by the moderator on the site

Caro Fernando, Estou acompanhando e encantado com as fotos e vídeo. Fico feliz por vocês estarem curtindo esta incrível jornada. Continuem com Deus ! Abs do amigo. Marcos

This comment was minimized by the moderator on the site

Obrigado pelas palavras Marcos, mas esse credito é do Ruy... Ele que reportou o dia e fez as tomadas. Ficaram excelentes, e verdade. Abs

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia