Roteiro viagem Alaska

Ô vida boa... Sem programação, sem tarefas, sem nada o que fazer a não ser descansar (e trabalhar nos relatos diários, é claro...).

A proposta do transporte por navio nesta região é como coletivo, de massa. Todos utilizam, independente de turismo.

Café da manhã com sanduíche preparado com o que compramos anteontem no supermercado, um almoço no próprio navio e uma visita às instalações da embarcação arranjada pelo nosso novo amigo Edward e guiada pelo engenheiro-chefe de Manutenção, fez o dia passar com mais prazer. O Matanuska, navio de 50 anos, é antigo no projeto e na sua concepção mecânica, mas cumpre bem o objetivo.

Mas achamos interessante a proposta de fazer um trecho assim, sem moto. Vimos mais paisagens diferentes, multiplicamos as possibilidades de observar culturas e permitiu oportunidades para reflexão (e mais descanso...).

Uma parada numa cidade aonde havia um hotel da rede Best Western com Wifi para enviar e receber notícias, falar com Brasil e tomar um bom cappuccino completaram o dia...

Mas a chegada a Prince Rupert às 3 horas da manhã foi de arrebentar...

Redação PHD Fernando

Comentários (2)

This comment was minimized by the moderator on the site

Estou acompanhando o passeio pela internet. Hoje a tarde o Léo que revende carro me procurou e pediu para saber se você vende o Civic - Tem comprador Circe tem feito passeios com a gente. Um abraço e bom retorno.

This comment was minimized by the moderator on the site

Grande primo! Valeu a torcida! Vou pedir pra Circe te procurar pra ver a venda do Cívica Si. Abs!

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia