139° dia - 12/09/13 - 5a.feira - Buenos Aires/ Olavarria. 350km.

Decidi. Decidi que vou tentar. Sem compromisso porque a meta era Prudhoe Bay, Alaska e foi atingida. Se não conseguir pelo menos tentei.

Vou com cuidado e prudência.

Hoje acordei de manhã cedo, abri a janela e me deparei com um dia maravilhoso, perfeito... Perfeito para agricultura, plantação, etc...

Pensei em desistir de tudo... Ou ficar mais um dia que a frente fria vem do sul e então desço e passo por ela mais rápido.

Me despedi do desayuno excelente do hotel, troquei dólares no cambista da Florida, arrumei tooooda a bagagem de volta na moto e saí do hotel por volta das 12 horas, ainda sem chuva... mas ela veio sob forma de chuvisco fino e ficou.
Só que vinha com vento fortíssimo pelo lado esquerdo tanto que escorria horizontal na viseira.

Vi ao longe pássaros voando em sentido contrário e baixinho com um esforço enorme para vencer o vento. Iam ganhando espaço centímetro por centímetro até que tinham que desviar da moto ou algum carro e tentavam subir. Era como um soco de vento e os coitados iam para trás dezenas e dezenas de metros. Acho que nenhum deles dormiu em casa essa noite...

Na estrada, a água formou uma laminha com o óleo do asfalto que o chuvisco não limpou e ficou tremendamente escorregadio.
O vento dava impressão que ia dar uma rasteira na moto.

Aí ela deu uma balançada, mas achei que não era nada. Mas era. Tinha derrapado num remendo de asfalto desses que são aplicados liquido para tapar rachaduras. Para ter certeza mirei num outro longitudinal e a Fatboy correu de lado e balançou feito touro brabo...

Teste feito e constatado o perigo foi hora de cuidado redobrado.

Como havia previsto, à tarde vi uma claridade no horizonte. Era o tempo melhorando.

Cheguei em Olavarria cedo e peguei o primeiro hotel barato de centro de cidade que encontrei, sai pra comer um assado de tira e voltei pro hotel pra descansar. Primeiro dia vencido.