Viagem de moto pelo Brasil

Acordamos e fomos fazer revisão nas motos na concessionária Suzuki do nosso amigo Cachoeirense Julio Cerqueira.

Charles Concer chegou (nosso amigo de foz do Iguaçu – Alemão) e foi ao Paraguai. Eu e Julio fomos a uma Churrascaria almoçar dignamente. Almoçamos e ficamos na dúvida se ficávamos o final do dia em Foz ou seguíamos. O clima não ficou legal para se chegar a um consenso. Eu queria ficar e desfrutar da companhia e de um churrasco na casa do Alemão que insistia para que todos ficassem. Moacyr e Odileno foram decisivos e arrumaram as coisas deles, montaram na moto e se despediram. Ficamos sem saber o que fazer, mas se eles queriam assim, assim foi. Os demais não estavam ainda prontos para sair e Barbieri ainda tinha que comer alguma coisa antes de viajar e depois de 45 minutos que Moacyr e Odileno tinham saído, o restante foi num comboio só.

Começou a chover. Paulo Brunoro, já meio desanimado e traumatizado pela queda na chuva, não queria mais seguir viajem de moto, querendo uma transportadora. Após alguns minutos de apoio psicológico e moral, ele concordou em seguir com o grupo.

Tocamos pianinho na chuva, nos precavendo do temporal. Após 1 hora e 15 minutos encontramos Moacyr parado num trevo, debaixo de chuva forte , sozinho. Paramos todos para ver o que havia ocorrido. Ele disse já meio sem graça que o parafuso do compartimento do óleo da moto dele havia saído e perdido todo o óleo do motor e que o Odileno tinha ido até a cidade mais próxima para procurar um outro parafuso e óleo para a moto (sem comentários). Ficamos ali com ele até o parafuso e o óleo chegar. E a chuva era intensa e fria. Depois de 1h22min resolvemos tudo e seguimos em frente.

Chegamos a um trevo que daria sentido de opção por onde iríamos passar. E como era bem complicado, eu havia dito por onde deveríamos ir pela estrada da esquerda e o incrível aconteceu... todos foram pela direita... daí eu já estava numa outra pista, sem como retornar. Fiquei puto da vida vendo todos seguirem por uma estrada e eu por outra, mesmo avisando antes. Certas coisas são difíceis com um grupo grande.

Entrei à direita e segui por um caminho no meio do mato cheio de lama e água empoçada até conseguir retornar ao caminho do grupo. Barbieri tinha voltado para ver o que tinha acontecido. Chegamos em Campo Mourão às 7 horas. Abastecemos nos informamos sobre Hotel e seguimos para descansar. Um hotel de Luxo e barato. Comemos bem, dormimos bem.

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia