Viagem de moto pelos Estados Unidos

Elkis (WV) - Staunton (VA)

Hoje pela manhã fui arrumar a tralha na moto e tomei um susto com a temperatura. Logo que sai do prédio quase congelei, um frio brabo. Confirmei no termômetro da moto quase 13 graus. Tudo bem que a moto estava na sombra, num local cercado de mata, mas por via das dúvidas, preparei-me para o frio.

O tempo estava lindo, céu de brigadeiro e um solzinho que vinha bem a calhar. Café da manhã de louco: ovos mexidos, batata cozida, salsicha, linguiça, "grave" (parece vômito de pato), pão besuntado de açucar e café aguado. Só tomei o café e cai fora antes que ficasse tentado com aquelas bombas que estimulam minha arritimia.

Parei num posto para abastecer e comer qualquer coisa mais cristã e, bem em frente, casas e prédios que despertaram meu instinto de fotógrafo.

Fotos à direita e à esquerda até que vejo a estátua de um cidadão à cavalo. Fui conferir e era um benfeitor da cidade, dono de uma estrada de ferro e que tinha como lema o mesmo que eu tenho: "Trabalhar como se fosse viver eternamente e viver como se fosse morrer amanhã". Porém com uma singela diferença, no caso dele era trabalhar e no meu é estudar. Talvez por isso tenha morrido, vai saber. Melhor não facilitar, trabalhar é o cacete!

A estrada de Elkis a Seneca Rocks tem pista duplicada, novinha em folha, mas quando vi uma placa "OLD US-33" abandonei-a e deixei a estrada novinha para os mais "coxas" do que eu. A aposta foi acertada, a velha e boa 33 é uma estrada para quem gosta de pilotar, cheia de curvas, com asfalto em ótimas condições e atravessa a Monongahela National Forest.

Na chegada a Seneca Rocks é impossível não parar num empório muito louco (como se os gringos fossem normais !). A dona, uma coroa baixinha espevitada, adora contar a história do estabelecimento e, em voz alta como se estivesse discursando. O prédio tinha sido uma loja de ferragens no início do século passado e foi abandonado nos anos 60. Estava quase caindo quando ela comprou-o e manteve exatamente como era, fazendo apenas os reparos necessários para a goiaba não vir ao chão. Ela encontrou estoques antigos ainda na embalagem, até mesmo a caixa registradora é do século XIX !!!! Ela avisa logo que munição cada cliente tem direito a comprar apenas uma caixa por dia pois, segundo ela, é o suficiente para caçar um urso, praticar tiro ao alvo ou eventuais disparos contra maridos infiéis !!! Deve ser por isso que ela se mantém solteira (ou viúva, sei lá) até hoje.

Fiz algumas fotos e peguei a Old-33 que atravessa o vale formado pelas Appalachians de um lado e pelos Montes Alleghenies do outro. O vale é belíssimo e os ranchos, fazendas e plantações são verdadeiros cartões postais, como é praxe nas Virginias.

A estrada é excelente, bem sinalizada, asfalto da melhor qualidade (em que pese o "Old 33"), com muitas curvas de todos os tipos, mas o ponto alto, lembrando bastante o Tail of the Dragon, é atravessar as Appalachians para chegar a Harrisonburg. Curvas em cotovelo o tempo todo, tanto na subida como nas descida. Em algumas curvas você via restos de motocicleta pendurado nasárvores (acho que neguinho bota de sacanagem). Em uma dessas curvas parei para colar o logo do Gato Cansado no guard-rail e fotografar uns pedaços de carenagem presos a umaárvore.

Valeu a pena, a estrada merece uma visita novamente, gostei. Esse negócio de "ranking" é muito relativo, como tudo na vida, depende do dia, do seu astral, da noite anterior, das promessas para a noite seguinte, enfim de todos os fatores que exacerbam seus sentidos acabando por assumir o controle de suas emoções. (desconfio que falei merda, releve pois recém acabei com o Jack Daniel's).

Para completar, chegando a Staunton, fui na Harley-Davidson, comprei um par de luvas novo pois o meu acabou, além do parafusinho que mantém o acelerador da Helô fixado, simulando um "cruiser control". É meio perigoso, mas é a única maneira de me livrar da dor no trapézio do lado direito (acordo à noite quando me viro na cama) pois desconfio que é de tanto acelerar, visto que a dor aparece depois de umas 2 horas pilotando. Na verdade, sem esconder o jogo, essa porra é a velhice mesmo... melhor idade é a pqp !

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia