Viagem de moto até o Chile – Deserto do Atacama

Foram 22 dias de viagem de moto. Dividimos o mesmo quarto durante todos os dias. Cerca de 8800 km rodados em três países visitados. Passamos por dias de muito calor, frio, chuva, tempestades de vento. Não tivemos nenhum pneu furado, nenhum acidente, panes e etc. Tombos nas motos foram muitos, mas nada fora do esperado! Ainda bem!

Estávamos preparados para praticamente todas as intempéries que poderiam ocorrer: motos robustas, todos os equipamentos de proteção (lupa, bota, calça, jaqueta, 2ª pele) GPS, kit para encher e consertar pneu, bons capacetes, protetor solar, seguro saúde para nós, Carta Verde para rodarmos nos países do MERCOSUL e seguro SOAPEX, para rodarmos no Chile.

Mas, nesse tipo de viagem, na verdade, o maior desafio a ser enfrentado somos nós mesmos. Tínhamos ciência que enfrentaríamos "perrengues" durante a trip pois depois de vários dias rodando numa media acima dos 600 km por dia, o cansaço vai acumulando e, conforme os dias vão passando, as divergências de opiniões, que no início são apenas pequenas besteiras, vão aumentando e se tornando "grandes problemas".

Nosso humor e o clima de amizade entre o grupo foi a principal variável que determinou o quão prazerosa foi essa viagem. Muitas vezes tínhamos até que discutir a nossa relação para tentarmos cada vez mais melhorar nossa viagem. Em muitos momentos, discutimos, brigamos. Mas um grupo unido, de forma muito sábia, sempre, de uma forma ou outra, trazia o equilíbrio de volta e a trip seguia.

Tivemos de encarar dias de muita estrada, com ou sem sono, cansados ou não e às vezes com muita chuva e frio. Enfim, enfrentamos todos os desafios, que são muitos. Uma rotina bem diferente do que estamos acostumados, comida diferente, e muitas outras coisas. Mas o que mudou mesmo fomos nós mesmos. Amadurecemos como pessoa, todos, em momentos diferentes. Sentimos raiva, alegria, angústia, saudades, stress, vontade de mandar todos para aquele lugar.

Mas o importante é que demos também muitas risadas. Tivemos muitos bons momentos nessa viagem. Conhecemos lugares incríveis e que todos deveriam ter a oportunidade de também conhecer, seja de moto ou não. E são essas memórias que vão ficar guardadas.

A trip foi nota mil! Uma viagem que vamos levar pra sempre. Pra contar pros netos! rs E já estamos pensando em qual será o nosso próximo destino, porque andar de moto realmente é a nossa paixão. Route 66? Quem sabe...

Mais uma vez, obrigado a todos que nos acompanharam. Obrigado a todos os familiares, esposa, namoradas e amigos que nos apoiaram nessa incrível trip, a qual tivemos o prazer de realizar. O apoio de todos vocês foi fundamental na nossa jornada! Um grande abraço e até a próxima!!!!

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia