1º de abril (não é mentira). Saí do hotel às 9 horas e resolvi passar na praça e tirar a famosa foto com a placa de Ushuaia (a pronúncia é Uchaia, bem rápido) do Fin del Mundo. Após isso abasteci e subi até o glaciar Martial onde fica uma pista de esqui e trekking.

Disse ao gerente do hotel em Ushuaia que sairia cedo, por volta das 7 horas da manhã para retornar ao continente. Em Tolhuin o vento começou a dar as caras de que o dia seria tenso. Com ventos patagônicos extremos, a 120 km/h de frente, a moto não conseguia ficar reta

Saí debaixo de chuva, mas estava calor. O GPS não ajudava, porém seguia em frente. Na Ruta 12, que depois vira 14, eu cometi o erro de chamar a atenção. Meu farol auxiliar tinha se desconectado e para verificar se as lâmpadas estavam funcionando, liguei o farol alto e baixo

Pagina 2 de 2
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia