Viagem de moto Uruguai e Argentina

Ano novo, vida nova, cidade nova, tudo novo, até a energia perdida nesses últimos oito dias, suprida com um brinde de champanhe Argentina no Ferryboat da Buquebus.

Pois é galera, cedo como sempre, tratamos de alcançar Colônia del Sacramiento, sempre acompanhados pelo amigo catarinense João Markus e sua Ténéré. Agora vai ficar mais tranquila a nossa viagem, pois uma boa companhia por essas bandas é sempre bem-vinda.

Chegamos em Colônia bem na hora da partida do ferryboat, quase não houve tempo para embarcar, a pressão era enorme. O navio já havia levantado âncora quando colocamos as motos no compartimento de carga (Ferryboat, navio de passageiros e transporte de veículos, que faz a travessia da Foz do Rio de la Plata, ligando a cidade Uruguaia a Buenos Aires).

A imigração foi relativamente rápida, contudo a Aduana sempre cria algum embaraço, que de certa forma cria desgastes e perda de tempo (acho um absurdo isso, que mercado comum é esse?)

Chegamos a Buenos Aires exatamente na mesma hora que partimos do Uruguai, hora do almoço (uma hora de viagem, uma hora de diferença de fuso). Trânsito pesado como era de esperar numa grande metrópole. Fomos direto para o hotel já reservado.

Minha mulher me disse que nunca havia se hospedado num hotel chique, dai a decisão de ficar no quarto. À noite, aproveitando a liberação da carta de alforria, eu e o João Frank curtimos a noite portenha, com direito a uma ida a Puerto Madero e outros lugares que nossas mulheres não podem saber.

Saída de Montevidéu para Buenos Aires: 8 horas – 178 Km – 1h15min Ferryboat - Duração do trecho: 4 horas

Combustível: R$ 187,00
Alimentação: R$ 197,00
Hospedagem: R$ 200,00
Manutenção: R$ 0,00
Diversos: R$ 260 (Buquebus = Ferryboat)