Viagem de moto pelo Chile

Hoje levantamos cedo, arrumamos as coisas, nos despedimos dos bondosos donos do hostal e partimos às 08h30min.

Tudo estava perfeito até o João ouvir um barulho estranho no motor da Super Ténéré. "Opa, isso está me soando mal" - disse ele. Cheguei perto e também ouvi. Comentei com minha mulher que o nosso parceiro de viagem está em apuros, algo grave estava acontecendo.

Voltamos à cidade e um taxista nos levou a um experiente mecânico de motos (já participou do Rally Paris Dakar por essas bandas). Como a moto estava falhando muito, o mecânico tratou de tirar o falhamento primeiro para poder analisar com mais calma o rajado. Era óbvio que aquele barulho era algo grave.

Mexe daqui, mexe dali e ele constatou que a biela estava batendo. Foi um balde, digo, piscina de água gelada em nossas cabeças. A viagem de moto do colega João havia terminado. Uma viagem que foi planejada por mais de 6 meses rolou ladeira abaixo, tudo por falta de profissionalismo de uma pessoa que o João deixou para preparar a Super Teneré para essa viagem. Quando falo falta de profissionalismo, não estou exagerando, pois um mecânico que troca pistões, anéis e outras peças do sistema de compressão de um motor que já está com 60.000 km rodados, tem a OBRIGAÇÃO de trocar as bronzinas de biela, as bronzinas do comando de válvulas, os mancais do virabrequim, rolamentos, corrente de comando, enfim, tudo que sofrerá alto impacto com a nova compressão do motor. Isso é o básico, qualquer mecânico aprendiz sabe disso. Infelizmente, o cara que João confiou pisou na bola e matou um sonho. Com certeza, o João não falará nada para o cara, afinal ele é seu amigo. Por pensar assim, é que decidi fazer esse desabafo, esperando que esta pessoa leia o que estou escrevendo e reflita na hora em que for assumir uma responsabilidade, pois é muito frustrante um projeto feito com tanto cuidado terminar dessa forma. Eu e minha mulher vimos no semblante do João a decepção exposta, nua e crua.

Voltamos ao hotel, fomos jantar e dormimos decepcionados. Com certeza, nosso amigo João sequer conseguiu isso... dormir.

Força cara, espero que consigas transportadora para levar tua moto de volta ao Brasil. Estamos, eu e a Elielza aqui no fim do mundo torcendo para que tudo dê certo. Saiba que você foi e continua sendo um grande parceiro. Viajamos o dia todo hoje sentindo sua falta. Espero que, ao ler isso, já tenha resolvido tudo e esteja de cabeça fria, você merece tudo de bom e de melhor.

Abraços de Edmilson e Elielza

Saída de Puerto Natales - Chile para El Calafate - AR 08h:30min – 0 km - Duração do trecho: deveria ser 7 horas

Combustível: R$ 9,00
Alimentação: R$ 190,00
Hospedagem: R$ 120,00
Manutenção: R$ 0,00
Diversos: R$ 30,00
Total: R$ 349,00