Viagem de moto pela Argentina

Saímos de Caleta Olívia com a intenção de dormir em El Bolson, cidade paradisíaca, com muitas cabanas, hotéis, artesanato, hippies, roqueiros, motociclistas, bares, mulheres lindas, mas sem vaga nos hotéis. Mesmo ao cair da noite, decidimos ir para Bariloche.

Não costumo pilotar à noite por questão de segurança (tenho miopia e a luz dos faróis me ofuscam, mesmo usando óculos anti-reflexo). Pois bem, chegamos às 10h30min da noite, que por aqui já é noite mesmo, ao contrário do fim do mundo que a essa hora ainda tem sol.

Meus amigos, não queiram imaginar o apuro que passamos para encontrar hotel em Bariloche. Na entrada da cidade programei o GPS para nos levar a um hotel e o danado nos levou para o subúrbio da cidade. Periferia igual a toda cidade grande, ruas sem pavimentação, pouca iluminação, buracos, etc. Estranhamos isso: não pode ter hotel por aqui. Procurei outro hotel no bendito GPS e ele nos levou ao centro da cidade, onde existem centenas de hotéis. Nesse momento, começou nossa peregrinação, indo de um em um, todos lotados.

Falei para a Elielza, vamos dormir num banco de praça, só espero que não apareça nenhum guarda, ele não vai acreditar que dormi pensando nela.

Enfim, lá pelas tantas, quase meia-noite achamos um, mas sem cama de casal. Falei pra minha velha, hoje vamos dormir em camas separadas.

Nesse hotel tivemos uma pequena decepção, fomos furtados em 800 pesos (R$270,00). Suspeitamos de duas pessoas que nos recepcionaram, afinal eles viram que saímos para jantar por volta de meia-noite e meia e voltamos só duas da madrugada. Incrível, mas a essa hora em Bariloche o agito ainda está grande. Como protesto, não tirei fotos nessa cidade.
Estamos saindo agora para almoçar e depois rumamos para o Chile. Vou trocar o pneu da moto lá.

Até amanhã.

Saída de Caleta Olívia - AR para Bariloche - 09h20min – 900 km - Duração do trecho: 12 horas.

Combustível: R$ 155,00
Alimentação: R$ 84,00
Hospedagem: R$ 170,00
Manutenção: R$ 0,00
Diversos: R$0,00
Total: R$ 409,00