Dia de turismo, porque também somos filho de Deus. Depois de uma viagem de quase 7.500 km e 9 dias sentados no banco da moto, com chuva, trovão, relâmpago, calor, frio e vento, muito vento, precisamos relaxar. Fomos conhecer o Glaciar Perito Moreno.

A "moleza" acabou. Vamos continuar nossa viagem de moto em direção ao "Fin del Mundo". Saímos com a meta de pernoitar em Rio Grande, para tanto teríamos que enfrentar o poderoso vento das Rutas 5 e 40, Balsa para atravessar o famoso Estreito de Magalhães, que liga os oceanos Atlântico e Pacífico, 97 km de rípio, uma estrada de terra com pedregulhos e quatro processos de migração (saída da Argentina entrada no Chile, saída do Chile e entrada na Argentina).

Saímos de Rio Grande para Ushuaia por volta das 9 horas acompanhados pelo vento, para percorrer uma distância considerada pequena, apenas 220km. Queríamos fotografar a região e chegar até às 13 horas para procurar um hotel com "cochera" ou estacionamento privado, que nos foi indicado por um grupo de motociclistas que encontramos em El Calafate.

Dia livre para passear pelo Canal de Beagle, que liga o oceano Atlântico ao oceano Pacífico e separa a Ilha Grande da Terra do Fogo de diversas pequenas ilhas ao sul. Sua parte oriental marca a fronteira entre o Chile e a Argentina. O estreito de Beagle tem aproximadamente 240 km de comprimento, e sua largura mínima é de cerca de 5 km. As diversas ilhas são habitat de espécies marinhas, tais como: Pinguins e Leão Marinho.

Queríamos ficar três noites em Ushuaia, porém só conseguimos duas por causa do fim de semana. Por isso, tivemos que nos despedir da cidade, mas iniciamos o retorno para casa realizados por termos cumprido a missão a que nos propusemos nesta viagem de moto.

Saímos de Pigue às 8h30 com a meta de pernoitar em Gualeguaychú. Seguimos por uma rota já conhecida, mas quando chegamos à cidade Lobos, entramos em direção a Mercedes, evitando passar pelo rodoanel de Buenos Aires, que estava com manifestação devido à morte do procurador argentino.

Dia livre para conhecer Montevidéu. Além dos Museus, Igrejas e praças, recomendamos conhecer a cidade velha, principalmente o mercado, onde tem uma gastronomia com excelentes pratos regionais e grande variedade.

Pagina 2 de 3
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia