Viagem de moto Minas Gerais e Bahia

2º dia: Itaobim - Salvador - 745 km pela BR 116

Mesmo no Domingo, véspera de feriado, a quantidade de caminhões chega a ser inexplicável. Como pode ter tanto caminhão disputando um pequeno espaço de estrada???

Por todo o trajeto é necessário desembolsar por várias vezes o famoso pedágio para rodar numa estrada que não traz nenhum tipo de segurança. A quantidade de caminhões na rodovia é tanta que o percurso fica pequeno para suportar o volume de carretas por ali percorrendo. Para que serve faixa contínua?? Por que vender bebida com álcool nos restaurantes a beira da estrada?? O que a fiscalização faz com os ônibus clandestinos? E as carretas com problemas mecânicos, estruturais e antigas? Incrível como temos que evoluir.

Apesar de ter saído às 7 horas de Itaobim, somente consegui chegar em Salvador às 21 horas em virtude do trânsito de carretas pela rodovia.

Infelizmente, por problemas com meu celular, não foi possível encontrar com V8 que recentemente foi transferido a trabalho para Salvador.

Amanhã o destino é Maceió ao lado na minha esposa Dani.