Viagem de moto Argentina e Chile

Esta manhã e a noite foram mais brandas, o frio não foi muito intenso. Saímos tarde, por volta das 11:00 hs, para encontrar com os demais que participariam do encontro.

Em pouco tempo e com temperatura agradável seguimos no sentido sul da Panamericana até a cidade de San Javier, de onde saímos da ruta 5 e aproveitamos para almoçar no mercado central da cidade. Os pratos servidos foram cazuela de pato, cazuela de vacuno e lomo a lo pobre.

Em seguida tomamos estradas secundárias passando por pequenos povoados e cidades como Cauquenes, Quirihue e Coelemu dentro de uma extensa área de reflorestamento até chegar, já tarde da noite e acompanhados de uma densa neblina, na pequena Dichato.

Quase junto à praia que estamos se encontra a cidade de Tomé que em seus aúreos tempos foi um grande centro da indústria textil do Chile, hoje se encontra em maiores dificuldades devido à entrada em peso dos tecidos chineses.

Nos instalamos na pousada reservada pelo Juan, um agradável porém simples lugar localizado na encosta de um morro e perto da praia. Saímos para jantar em um restaurante a duas quadras de onde estávamos, foram servidos o tradicional lomo a lo pobre (como nossa alaminuta) e pratos a base de pescado.

Percorridos 500 km

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia