Viagem de moto pela Europa

Hoje saímos de Pau (nome esquisito este!!!), passando por Lourdes, depois por Bagnères-de-Bigorre e Bagnères-de-Luchon e, finalmente, chegando em Arrout (desculpe!!!).

Antes de sair de Pau demos uma volta pela cidade até chegar ao Chateau de Pau, um belo castelo que fica no centro da cidade. Pau é muito bonita, com parques e monumentos bem cuidados.

Depois pegamos a estrada até Arrout, passando por Lourdes, Bagnères-de-Bigorre e Bagnères-de-Luchon. Esta rota é fantástica. Todas as cidades ficam aos pés dos Pirinéus, uma famosa cadeia de montanhas que divide a França da Espanha. Como evitamos auto-estradas, passamos por estradas departamentais, que serpenteiam pelas montanhas fazendo curvas incríveis. E as estradas, como não poderia deixar de ser, são excelentes, bem pavimentadas, sinalizadas e conservadas, apesar da topografia difícil. Algumas curvas que chegavam a mais de 180 graus, tiveram que ser feitas de 1ª marcha, tal o grau de dificuldade.

Em Lourdes encontramos uma quantidade enorme de romeiros de todas as partes do mundo, que tornaram a passagem pela cidade demorada e cansativa, porque tanto as calçadas quanto as ruas estavam abarrotadas de gente. A cidade é procurada por religiosos do mundo inteiro por causa de uma visão que a menina Bernadette Soubirous teve há muitos anos.

Depois passamos por duas pequenas cidades aos pés dos Pirineus, Bagnères-de-Bigorre e Bagnères-de-Luchon, que só constavam no roteiro para permitir que passássemos pelas estradas que as ligavam. Estas eram as atrações do dia. Paramos muito para tirar fotos e filmar a viagem, o que atrasou nossa chegada em Arrout, uma pequena cidade, que deve ter pouco mais que 20 casas, e onde moram os amigos do Vanildo com quem nos hospedamos.

Ficamos em uma autêntica vila aos pés dos Pirinéus, com uma família francesa que cria cabras e faz queijos e doces de frutas colhidas na propriedade para vender na feira. Além disto recebem crianças carentes para passar as férias durante o verão. Foi um dia muito emocionante, dos que tornam esta uma viagem inigualável. Nunca pensei um dia viver momentos como estes.

O tempo amanheceu fechado, com chuva fina. Até tomarmos nosso café e aprontarmos, parou de chover. Mas como estava tudo molhado colocamos as capas. Assim que o asfalto secou nós retiramos as capas. Ao chegar em Lourdes começou a chover de novo, também fraco. Colocamos as capas e saímos, mas parou de chover logo depois. Aí tiramos as capas novamente. Não choveu até chegar em Arrout, mas o tempo esfriou bem, nos obrigando a usar roupa extra para reduzir o frio.

Números do dia:

  • Distância percorrida no dia - 205 km
  • Distância percorrida até o dia - 4.048 km

Despesas do dia:

  • Café da manhã em Pau - 5,00
  • Lanche (no lugar do almoço) - 4,50
  • Gasolina - 19,20 Euros, 14,09 l, 1,363 / l, 303 km, 21,5 km/l

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia