Viagem de moto até Ushuaia

No hospital, recebemos a notícia que a expedição estava encerrada para nosso amigo Antonio Carlos. Fratura no ombro. Será transferido ao final do dia para Punta Arenas para exames mais detalhados.

Resolvemos dividir o grupo. Quatro seguem para Ushuaia e dois acompanham o amigo, que seguirá de ambulância, via balsa, até a cidade. Devidamente brifados, parte do grupo se lança ao rípio logo após o almoço, não sem antes se estressar com o frentista do único posto de combustível da cidade que insistia em chutar nossas canelas ao fazer o câmbio da moeda argentina (única que tinhamos até aquele momento), pela moeda local. Após nosso protesto, o bonitão simplesmente disse que não forneceria mais a gasolina para o grupo.

Viagem de moto até Ushuaia

Após decidirmos não pegá-lo pelas pernas e lança-lo ao mar gelado, resolvemos almoçar e realizar a troca da moeda em algum comércio. Nova tentativa, desta vez conseguimos abastecer e constatar que o litro da gasolina no Chile, pelo menos em Porvenir, custa o equivalente a R$ 5,00 o litro!

Quanto à dupla, ela aguardou no hospital até a saída da balsa que, antes prevista para 14 horas, devido ao vento só saiu às 18 horas. Muita gente aguardando na estação de embarque, se arrumando como podia. Fomos acompanhados por dois motociclistas argentinos que faziam o mesmo trajeto e visitavam quase os mesmos lugares.

Na balsa, que é um espetáculo à parte, tudo transcorreu bem durante as mais de duas horas de travessia. O custo para a moto ficou em torno de uns R$ 70,00. Em Punta Arenas, a ambulância nos aguardou em terra firme, já que as motos foram as últimas a serem retiradas da balsa pois estas estavam devidamente ancoradas com o uso de cintas catraca devido ao balanço que não era pouco. um verdadeiro teste para quem sofre com o balanço da embarcação.

Viagem de moto até Ushuaia

Socorristas atenciosos e educados. Aliás, a rede médica do Chile está de parabéns. Hospitais públicos que superam nossos melhores hospitais. Todos os exames feitos na hora e vagas em UTIs para todos os necessitados. Para quitar as despesas hospitalares em Porvenir, utilizamos a apólice do seguro chileno SOAPEX: um processo simples, rápido, duas fotocópias e uma assinatura e estávamos liberados.

No hospital em Punta Arenas, aguardamos o diagnóstico médico que recomendava observação por alguns dias antes da alta. A dupla procurou um bom Hostel para o pernoite. Ainda nesta noite, o grupo que efetuou deslocamento chegou a Rio Grande onde resolveu pernoitar, já que o mau tempo e os 150 km de rípio só foram vencidos no fim da tarde. Mas claro, com algumas pausas para fotos das belas paisagens.