Na manhã do dia 20, acordei cedinho, tomei o café da manhã no hotel, arrumei a bagagem na moto e segui viagem com destino à cidade de Corrientes, na província de mesmo nome.

A passagem pela aduana foi tranquila,

Quando estava em frente ao hostel, colocando minhas bagagens de volta na moto para partir, um grupo de motociclistas brasileiro estava preparando-se para deixar um hotel em frente ao hostel, exatamente do outro lado da calçada.

Havia chegado a Jujuy no sábado 22 de novembro e estava partindo no dia 26, quatro dias por conta do problema com a moto, mas faz parte da coisa... o importante é que estava tudo certo, eu podia contar com o arranque novamente

Na madrugada os sintomas da altitude se agravaram e sentia dificuldade para andar, desorientação e sangramento no nariz. Pela manhã eu continuei sentindo mal. Conversei com a recepcionista do hotel na hora do café e ela me deu um comprimido chamado Dramamine 50mg.

Na manhã do dia 28, saí de Salta às 7 horas com destino a Corrientes. Pretendia fazer uns 850 km nesse dia. Em Salta, à noite, antes de dormir, revisei meus planos e decidi que em vez de voltar pelo mesmo caminho da vinda eu iria entrar no Brasil por Uruguaiana,

Às 7 horas da manhã já estava pronto para continuar minha viagem de moto e animado para sair da Argentina e chegar ao Brasil. Minha meta era Uruguaiana, mas conforme a hora em que chegasse lá, talvez seguisse para Porto Alegre.

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia