Há tempos me programava para fazer uma viagem de moto até a cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul, para conhecer os rios de água translúcida da região, centro do ecoturismo do Centro Oeste brasileiro. Além disso, o Mato Grosso do Sul era o único estado e Campo Grande a única capital brasileira que eu ainda não tinha visitado com uma moto.

Resolvi não permanecer em bonito no fim de semana com feriado prolongado porque achei os preços de hospedagem dos locais que tinham vaga absurdos, além da cidade ter ficado lotada já na tarde do dia anterior, presumindo que ficaria mais complicado conhecer as atrações.

Faltavam cerca de 950 km para chegar em casa pelo caminho mais curto, que incluía passar por São José do Rio Preto, Barretos, Franca e a MG-050. O Google apontava que levaria 13 horas para fazer esse percurso. Olhei outro caminho e vi que seguindo em direção leste até Atibaia e pegando a Fernão Dias aumentava o percurso para 1129 km e mantinha o mesmo tempo.

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia