viagem de moto pela Patagônia

O pessoal da MRP ficou muito satisfeito em saber que tudo havia transcorrido bem com o passeio e entenderam perfeitamente a minha preocupação a respeito do retorno para La Angostura e a partida no voo em Bariloche. Após esse episódio eles passaram a sugerir para os moto-aventureiros que retornem para o ponto de partida com no mínimo um dia de antecedência, para evitar quaisquer contratempos que possam ocasionar a perda do horário do voo.

Como eu fiquei com um dia livre eles ofereceram-me como cortesia uma diária na locação da Tenere 250. Eu gentilmente agradeci e declinei a oferta. Mas eles foram insistentes e sugeriram que eu não poderia deixar de conhecer mais três lugares ali próximos: Puerto Angostura, Puerto Manzano e Cerro Bayo.

Viagem de moto patagonia 038 Bahia San Patricio Villa La AngosturaViagem de moto patagonia 039 Bahia San Patricio - Villa la Angostura

Os dois primeiros estão localizados na Bahia San Patrício no Lago Nahuel Huapi, praticamente ao lado de Villa la Angostura. São bairros muito elegantes com casas de luxo e uma visual de tirar o fôlego!

Já o Cerro Bayo é uma montanha muito conhecida pelos praticantes de esportes de inverno, e que no verão oferece trilhas muito bonitas dentro da floresta. E numa dessas trilhas está a Cascata do Rio Bonito, uma enorme queda d´água coberta pela floresta, que pode ser vista a partir de um mirante muito próximo da estrada. Vale a pena a visita!

Viagem de moto patagonia 040 Cascata Rio Bonito - Cerro Bayo

Ao final do dia fiz a entrega da Tenere 250 para a Moto Rent Patagonia. Eles revisaram a moto e constatado que estava tudo ok ela já foi para a revisão e ducha, para estar disponível no dia seguinte para outro aventureiro.

E eu aproveitei meu último dia para fazer algumas compras, em especial vinhos e alguns perfumes, aproveitando os preços ótimos e o câmbio muito favorável para os brasileiros.

Viagem de moto patagonia 044 Villa La Angostura

As compras foram seguidas de um delicioso “Ojo de Bife”, o nosso entrecote, assado no estilo argentino, acompanhado por um ótimo “tinto mendocino” (vinho de Mendoza).

Viagem de moto patagonia 045 Ojo de Bife e Papas Fritas

Nesse momento eu aproveitei também para fazer as contas e uma avaliação do meu passeio de moto pelos Andes. Minhas observações:

  • Alugar uma moto lá na Patagônia em vez de ir pilotando minha própria moto teve muitas vantagens. Primeiro, economia de dinheiro. O que eu gastaria em combustível, pedágio, hospedagem, alimentação e manutenção da moto para ir e voltar até lá, foi amplamente compensando pelo custo acessível da passagem aérea e da locação. E de quebra a Aerolíneas Argentinas parcela o bilhete aéreo em 12x no cartão, sem juros...
  • Economia de tempo. Gastar quatro dias para ir, mais quatro dias para voltar, e o tempo de 7 dias para passear, se somados excederiam meu tempo disponível. Assim, eu aproveitei tudo e no final das contas só fiquei fora cinco dias úteis. Este é um tipo de passeio ideal para quem deseja curtir muito, mas tem pouco tempo disponível.
  • Muito menos desgastante fisicamente, pois em apenas algumas horas eu já estava lá no destino final (que é o que realmente me interessava aproveitar) prontinho e cheio de vontade de passear.
  • A moto era nova, perfeita, revisada e com estrutura de apoio. Caso houvesse algum problema, o pessoal da Moto Rent Patagonia iria consertar ou substituir a moto. Também fiquei sabendo que quando o pessoal viaja em pequenos grupos eles colocam guia e veículo de apoio à disposição, sem custos.
  • Todos os trâmites de documentação e seguro cobertos durante o passeio, o que facilitou muito, principalmente na burocracia de alfândega e aduana. Não houve perda de tempo.
  • Segurança. Todo o roteiro foi desenvolvido por motociclistas para motociclistas. Não corri o risco de me meter numa roubada (exceto quando “me perdi como um homem deve ser perder; sem GPS e sem perguntar...”)(risos).
  • Custos extremamente acessíveis. Chegar ao final de um dia de pilotagem e ao encher o tanque por apenas R$ 25,00 e tomar uma garrafa de vinho Reserva por R$ 22,00 é realmente imbatível.

No dia seguinte, após o café da manhã no hotel, despedi-me do pessoal e fui caminhando tranquilamente até a estação rodoviária, onde peguei a van que me levou para o aeroporto de San Carlos de Bariloche. O voo partiu por volta de 14 horas e após uma rápida conexão no aeroporto de Ezeiza em Buenos Aires, segui em outro voo para Porto Alegre onde cheguei por volta de 19 horas.

Fim de um ótimo dia e encerramento de um passeio de moto maravilhoso por uma das regiões mais bonitas do mundo.

Já estou planejando retornar para lá em breve, pois existem muito mais locais a serem descobertos. E como os próprios argentinos dizem, “disfrutados con mucha gana”.

Hasta luego! Até breve!

Marcos Netto
@1marcosnetto

Serviço:
Aerolineas Argentinas - aerolineas.com.ar
Moto Rent Patagonia - motorentpatagonia.com.ar

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

Parabéns, Marcos!

Excelente passeio e boas dicas para aproveitar bem o tempo, especialmente pela estrutura de locação das motos da Moto Rent Patagônia.

Vou te contatar para para mais dicas.

Abraço.

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pela Argentina

Buenos Aires numa CB Twister 250

Com um pouco de insegurança, mas muita disposição, eu (João) e a Manu subimos na moto e as...

Tributo a Neil Peart no Ushuaia

O baterista e motociclista Cristiano Forte realizou em janeiro passado uma viagem de moto de...

De Porto Alegre a Buenos Aires

Pilotando uma Suzuki Bandit 650S, o gaúcho Danúbio Lisboa fez uma viagem que durou 10 dias,...