Viagem de moto Titicaca Peru

Acordamos bem cedo, por volta das 6 horas, para seguir viagem e nos deparamos literalmente com nossas motos congeladas. Nem preciso dizer o quão difícil foi fazer elas funcionarem.

Tentamos dar tranco nas motos para fazê-las pegar, mas foi uma péssima ideia

se levarmos em consideração o ar rarefeito, afinal estávamos a mais de 3.000 metros de altitude. Então deixamos as motos viradas para o lado do frio sol da manhã com o intuito de aquecê-la. Utilizamos um fio elétrico para colocar as baterias das duas motos em paralelo, para desta forma fazer uma delas motos funcionar. Após funcionarem, seguimos viagem e chegamos bem cedo à cidade de Puno.

Percebemos que estamos chegando a Puno quando de longe conseguimos avistar o Lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo.

Ficamos em um hotel no centro da cidade com um bom preço e no qual fomos muito bem recebidos.

Partimos para visitar Las Islas de Uros que são feitas de totora, uma planta que cresce no lago. Depois de arrancadas e trabalhadas, permitem a flutuação. Servem também para revestimento das casas. O guia do passeio nos informou que estas ilhas foram a solução encontrada pelo povo, que fugia dos colonizadores espanhóis.

Comentários (1)

This comment was minimized by the moderator on the site

bom dia, como fizeram para ligar a moto, perderam muito tempo ?

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia