Viagem de moto pela Argentina

A rigor, pretendia ter ficado em Comodoro Rivadavia, 80 km atrás, mas quando lá cheguei, um grupo com quatro motociclistas me abordou e convidaram para conversar em um posto de gasolina. Depois das apresentações e perguntas de praxe, me deram um adesivo do Moteros del Salamanca e informaram que há previsão de vento forte (?!) na região para este domingo.

Apesar de já ter andado 530 km em 7h30 (saí às 8h05) debaixo de muito vento, resolvi esticar até Caleta, onde cheguei às 17h, sempre acompanhado do vento.

O vento daqui é constante e gelado. Volta e meia vem uma rajada mais forte que chega a deslocar a Gilda com sua quase meia tonelada no total ou há uma diminuição da ventania, mas não para nunca... PQP, o doidão que pôs o nome de Tierra del Fuego na região mais lá embaixo, devia estar fumando um baseado na frente da lareira quando teve a inspiração, pois o correto seria colocar o nome de "Tierra del Viento"!!!

Por saber disto bem antes do início da viagem, vim preparado. Hoje coloquei nas mãos tudo o que tinha: luvas de látex, lã e por último a de couro. Como minhas mãos estão protegidas também pelo corta vento, equipamento fundamental para se andar de moto em regiões muito frias, não senti mais frio nas mãos, apenas a costumeira dormência, que me faz ficar abrindo e fechando os dedos de tempo em tempo.

Entre Comodora Rivadávia e Caleta Olívia o visual do litoral é bem bonito. Fiz então uma foto para registrar.

Viagem de moto Argentina

Chegando a Caleta Olívia, vi uma Capela ao lado da ruta, parei e observei o horário da Santa Missa de hoje: 19h. Quase em frente há um hotel de "estrela cintilante" por $ 800 (R$ 53). Acabei ficando nele.

Fechei o dia assistindo uma Missa da Renovação Carismática, com a Capela cheia e toda cantada com bastante efusividade. Durou 1h55min...

Saí, jantei no restaurante simulado do hotel, deitei e apaguei. Afinal, foram ~9h rodando e tentando manter a Gilda em linha reta, mesmo sendo submetida a forte vento lateral.

Em tempo, a despedida tradicional das pessoas é "vaya con Dios" e dos motociclistas é "buena ruta", ao que respondo
Amén
ou
Gracias, hasta luego!