Viagem de moto pelos Alpes, Europa

Na primeira viagem de moto que fizemos pelos Alpes, em 2013, nos concentramos na região mais central e percorremos os Alpes na Itália e Suíça. O Stelvio era o alvo principal e ao redor dele tracei os destinos possíveis para nosso roteiro.

Desta vez fomos mais para o Leste e incluímos a Áustria e a Eslovênia no roteiro. O Grossglockner, na Áustria, era o principal passo alpino a conhecer, mas pudemos passar por alguns lugares da viagem anterior e incluir um pouco da Eslovênia no roteiro.

Na viagem anterior havíamos perdido alguns dos pontos de nosso roteiro (por causa da chuva ou de estradas interrompidas). Nesta viagem tivemos a oportunidade de incluir estes locais. A "Estrada della forra" em Tremosine, o Lago d'Iseo, a Kaiserjagger estão entre estes que só na viagem de 2019 conseguimos fazer.

O roteiro original teve que sofrer adaptações devido a dois dias muito chuvosos. Não seguimos para Salzburg, optando por permanecer dois dias em Misurina e assim ter um belo dia de sol para cruzar o Grossglockner e o Nockalm.

Partimos novamente de Milão. Para quase todos os roteiros nos Alpes Milão é um bom ponto de partida. Além disso, já conhecemos a locadora de motos que nos atendeu muito bem na viagem anterior: a HPMotorrad. Desta vez, sem carro de apoio, limitamos a bagagem que levamos. Não foi um problema, pois o que ocupa mais espaço vai no corpo (jaqueta, calça, bota). Comprei em Milão mesmo uma bolsa Givi impermeável e na Scooter C650GT tínhamos um bom espaço de bagagem.

O início da viagem misturou locais conhecidos antes (como o Lago di Garda e o de Misurina, nas Dolomitas) com outros que havíamos perdido na primeira viagem.

Logo depois, no entanto, foi só novidade. Entramos na Áustria e passamos pelo famoso Grossglockner e pelo não tão conhecido passo Nockalm, além da pequena e desconhecida cidade de Mariapfarr.

Viagem de moto Alpes Europa - Grossglockner

A seguir entramos na Eslovênia e passamos dois dias próximos ao Lago de Bled. Além das obrigatórias visitas ao Lago e ao Castelo fomos conhecer o desfiladeiro de Vintgar, um excelente programa para o calor do verão, já que o caminho fica totalmente encoberto pela vegetação e segue a correnteza fria do rio Radovna. Na saída da Eslovênia, em direção novamente à Itália ainda passamos pelo passo Mangart. A estrada é estreita e sinuosa, mas não tem saída. Você apenas sobe a montanha e desce novamente. Ainda assim, é imperdível.

De volta à Itália chegamos ao Lago de Sauris passando por inúmeros túneis escuros cavados a picareta. No dia seguinte mais duas estradas famosas: os passos Jaufen e Timmelsjoch; No final deles entramos novamente na Áustria por um dia apenas.

O dia seguinte foi longo. Passamos pelo Lago di Resia com sua famosa igreja inundada no meio do lago, pelos passos Umbrail e Stélvio e seguimos até Livigno onde teríamos um pouco de descanso por dois dias.

Já seguindo em direção a Milão para o fim da viagem, passamos por St. Moritz, pelo Passo Maloja e paramos uma noite em uma pequena vila próxima ao lago di Como.

No caminho para Milão tomamos uma multa no pedágio. Um problema de comunicação entre eu e o Neto fez ele pensar que eu já havia pago a tarifa dele. Assim, passamos os dois com um só pagamento. A multa chegou após alguns meses, mas felizmente foi bem baixa.

O roteiro para a próxima viagem nos Alpes já esta feito. Será nos Alpes Franceses. Estamos na expectativa de ver quando será possível realizar mais este sonho.

Confira minhas viagens nos Alpes em alpesdemoto.com

Participantes nesta viagem:

  • José Luiz (Guzzi V7)
  • David Neto (BMW C650GT)


Roteiro Planejado (não pudemos cumprir os dias 5 e 6, permanecendo em Misurina nestes dias)

  1. Milao – Torbole – (221km por Lovere)
  2. Torbole - 50km
  3. Torbole – Misurina - 236km
  4. Misurina – Salzburg - 247km
  5. Salzburg – 100km
  6. Salzburg – Hallstatt - Mariapfarr - 172km
  7. Mariapfarr – bled – Radovljica 214km
  8. Radovljica – postojna - 204km
  9. Radovljica - mangart - Sauris - 208km
  10. Sauris – Hochgurgl- 226km
  11. Hochgurgl –Livigno– 218km
  12. Livigno - 200km
  13. Livigno –Calolziocorte – 207km
  14. Calolziocorte – Linate - 57km7

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia