Aos 46 anos, o motociclista e militar da marinha portuguesa Américo Santos mantém o sonho de conhecer todo o continente Europeu de moto. Motociclista há 30 anos, ele já fez mais de 60 viagens para realizar o seu sonho. Entre agosto e setembro, acompanhado de sua mulher Sônia Neves na garupa, ele percorreu pouco mais de nove mil quilômetros em 16 dias, em uma viagem até a ilha de Creta, na Grécia, a segunda maior ilha do Mediterrâneo Oriental.

Em dezembro de 2012, resolvemos programar nossa viagem pela Itália. Evidentemente, resolvemos fixar a data de ida bem próxima ao evento de comemoração dos 110 anos da Harley-Davidson, que aconteceria no período de 13 a 16/06/2013.

Posso assegurar que, durante os oito dias em quem viajei com dois amigos de moto por mais de 2 mil quilômetros pela Toscana, passando pela Cote D'Azur até a Provença, o que não faltou foi o extraordinário. Queremos testemunhar e fazer justiça às cores avassaladoras da natureza da Toscana com sua infinita diversidade de verdes, de suas montanhas, do perfume das oliveiras, de seus maravilhosos plátanos já com o colorido da estação fria.

Uma viagem de mais de dois mil quilômetros que iniciou na cidade de Florença na Itália e percorreu as belas estradas da Toscana, a Cote D´Azur na França e terminou na Provence. Esta viagem dos sonhos durou oito dias e foi feita por três motociclistas catarinenses, José Netto, Murilo Naspolini e Nilo Oliveira.

Após receber a edição de fevereiro da revista HOG com informações sobre o 21.º EUROPEAN HOG RALLY, decidi ir a Portugal para participar do evento, unindo o "agradável ao agradável", já que poderia conhecer e desfrutar das belezas de Lisboa e da deliciosa culinária portuguesa com um encontro exclusivo de Proprietários de motocicletas Harley-Davidson. A decisão não poderia ter sido mais acertada.

Durante 15 dias do mês de julho passado, três experientes motociclistas brasileiros realizaram uma incrível viagem de moto de 4.500 km percorrendo estradas de nove países europeus. A viagem de moto começou na Noruega e terminou na Alemanha.

Não há janelas, portas, teto-solar... É simplesmente o corpo sobre a máquina (uma BMW GS 1200, uma pena não ser uma Harley). O vento no rosto, o asfalto sob os pés. E a paisagem constante e estrondosamente deslumbrante nos surpreende a cada curva.

Que tal fazer uma viagem de moto pela Europa, conhecendo de uma só vez cinco países e algumas das mais belas paisagens do velho continente? Então vamos apresentar para você uma sugestão de roteiro que vai te deixar com água na boca e sonhando em ir logo para a estrada.

A França é um dos melhores lugares do mundo para se pilotar uma motocicleta. Os percursos para se fazer são excelentes, seguros e muito prazerosos. Com uma rede de auto-estradas (limite: 130 km/h, com cobrança de pedágio, moto paga 50% em relação ao automóvel) e graciosas vias departamentais (90 km/h), percorrer o país a velocidades moderadas, apreciando regiões repletas de história e tradição é uma experiência que vale a pena ser vivida.

Você já pensou em fazer uma viagem de moto pelo Leste Europeu, focando Eslovênia, Bósnia e Croácia, pequenos países que surgiram a partir da divisão da antiga Iugoslávia na década de 1990? Um casal brasileiro resolveu participar de uma excursão organizada por uma Agência de turismo da Eslovênia e percorreram as estradas daqueles três países saindo da capital eslovena Ljubljana.

Pagina 2 de 4
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia