Viajar de moto inegavelmente é mais emocionante do por outros meios, pela possibilidade de compartilhar a estrada com amigos ou fazer novos, para interagir com a natureza e dela ter uma visão diferenciada ou mesmo porque com uma moto se chega a lugares distantes com mais liberdade e rapidez.

Um roteiro muito interessante para uma viagem de moto, realizado entre 26 de março a 14 de abril pela dupla Felipe Ribeiro e Adriano Vanderstappen: saindo de São Paulo eles cruzaram a Patagônia Argentina em direção à região dos Lagos Andinos, passando por San Carlos de Bariloche (Argentina) e Puerto Varaz (Chile). Depois foram para Santiago pela Carretera Pan-americana e retornaram para São Paulo cruzando novamente a Argentina e conhecendo diversas belas cidades daquele país.

O advogado e empresário gaúcho Luis Plein adora viajar de moto, principalmente em viagens de média e longa distância. Entre essas viagens constam Buenos Aires, Bariloche e Ushuaia na Argentina, Montevideo, Colonia del Sacramento e Rivera no Uruguai, Lagos Chilenos, Vina del Mar e Deserto do Atacama no Chile e Machu Picchu no Peru.

Durante 23 dias do mês de outubro de 2008, seis casais paulistas fizeram uma viagem com suas motocicletas Harley-Davidson até Santiago, no Chile. O percurso incluiu, dentre outras cidades, Foz do Iguaçu, Corrientes e Mendoza na ida e Buenos Aires, Montevideo e Porto Alegre na volta, percorrendo mais de 8.000 km das estradas do Brasil, Argentina, Chile e Uruguai.

Um ótimo relato de uma viagem de moto que durou 19 dias para percorrer 7.150 km do Brasil, Argentina e Chile. O destino era o Deserto do Atacama. O Casal Sérgio e Josira Borges saiu de Porto Alegre e se encontrou em Uruguaiana, na divisa com a Argentina, com Luiz Felipe Borges que vinha de Passo Fundo. Eles foram até San Pedro do Atacama em duas Yamaha XT 660 e ficaram cinco dias na cidade para conhecer as diversas e incríveis atrações da região.

Uma viagem que seis gaúchos estão empreendendo neste momento em quatro motos Honda XRE 300, pela Argentina e Chile.

As motos foram levadas no reboque de uma pick-up até Tucumã, na Argentina e de lá o grupo seguiu pilotando até seu destino, o Deserto do Atacama. Duas mulheres conduzem a pick-up como apoio, enquanto os quatro homens vão nas motos.

Uma viagem de quase 10.000 km, que ocorreu entre os dias 12 e 29 de abril deste ano, e cujo maior desafio foi enfrentar de moto os 1.240 km da Carretera Austral, uma estrada que fica no sul do Chile, próximo à fronteira com a Argentina, encarando frio, chuva, ventos fortes e muito rípio.

Uma viagem que recomendo a todo mundo, aventureiro ou não. É um lugar onde se tem a oportunidade de encontrar consigo mesmo e apreciar a imensidão do mundo, a força da natureza e o infinito da mente.

Conheci o Flávio Morgan na loja da Harley de Belo Horizonte. Ele me procurou porque ficou sabendo que eu havia feito uma viagem de moto para o Chile sozinho e tinha planos de viajar também. Conversamos um bom tempo, passei-lhe algumas informações, trocamos cartões e um tempo depois recebi um e-mail dele dizendo que já estava a caminho de sua grande aventura.

Pagina 6 de 6
Ver mais artigos

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia

Mais viagens pelo Chile

Deserto do Atacama

O motociclista gaúcho Marcírio Emílio fez em novembro de 2010 uma viagem de 5.637 km de sua...

Escapada Andina

Uma aventura de nove amigos nas Cordilheiras dos Andes rodando mais de 1.800 km com rípio, frio,...

Viagem para o Chile de moto

O casal César Henrique Oliveira e Camila fez entre os dias 9 e 24 de abril passado uma viagem de...