Viagem de moto pela América do Sul

Depois de três dias no meio do nada, sem assistência e com mais de 300 km de puro off road nos Andes, consegui chegar a Uyuni! Basicamente, três dias antes saí de San Pedro de Atacama em direção à Bolívia.

Quando cheguei à fronteira, percebi que não existe estrada neste país, simplesmente o pior piso que vi na minha vida...

Até aqui tudo bem. Percorri mais uns quilômetros e cheguei à entrada da Reserva Nacional de Fauna Andina Eduardo Avaroa, onde um dos trabalhadores me disse que só podem entrar no parque veículos 4x4 e motos de enduro ou trail… Disse que principalmente sozinho não podia, que a moto dificilmente passava na região para onde eu tinha de ir, e para além disso, em caso de queda, não tinha assistência nos próximos 300 km. A temperatura durante a noite era sempre inferior a -10 graus e poucos veículos circulavam nessas estradas... E ainda gozou com a demoníaca.

Depois de eu ter pedido, por favor, ter dito que a demoníaca era uma trail e ter dito que ia à minha responsabilidade, consegui a permissão para entrar.

No primeiro dia tive que me dirigir a uma aduana que ficava a 80 km para tratar dos papéis da moto na Bolívia. Depois voltei uns quilômetros atrás para poder dormir num refúgio que não tinha água nem luz, mas tinha algo muito melhor... umas termas com água a 40°, onde estive no fim de tarde e durante a noite para ver o fantástico céu dos Andes com temperaturas negativas no exterior!

O segundo dia foi o mais duro! Saí pela manhã e fui visitar os gêiseres, que estão a 5200 metros de altitude, novo recorde!

Visitei a laguna colorada, sempre com estradas péssimas, e perto de cair mais de 20 vezes, sem qualquer exagero! A minha média era de 20 km/h a andar bem, sempre entre 4000 e 5000 m de altitude.

Passadas 8 horas ao volante veio o pior caminho… Era pura areia de deserto, o sol a pôr-se, o peso todo na traseira da moto e o pueblo mais perto a 50 km! Resultado: 3 quedas, umas valentes cambalhotas, umas pisaduras e GPS e celular quebrados. Tudo em apenas uma hora.

Em todo o dia só vi pela manhã os 4x4 que fazem os passeios de aventura aqui! Por fim, consegui chegar ao pueblo já de noite e encontrar um alojamento!

Comentários (0)

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Deixar seu comentário

  1. Postando comentários como visitante. Cadastrar ou login na sua conta.
0 Caracteres
Anexos (0 / 3)
Compartilhar sua localização

CADASTRE-SE PARA RECEBER AS VIAGENS PUBLICADAS

Você poderá sair da lista de e-mail a qualquer tempo.

Livros sobre viagens pela América do Sul e Himalaia